Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Prefeitura de Pompeia convoca inscritos no curso de Desenvolvimento de Software para web e celular


Qualificação é ideal para jovens com o ensino fundamental completo e no ensino médio, acima de 14 anos até 24 anos

A Prefeitura de Pompeia começa nesta quinta-feira (18), a convocação de jovens e adolescentes inscritos para as 25 vagas para o curso gratuito de Desenvolvimento de Software para Web e Celular, em parceria com o Governo do Estado.

As aulas serão realizadas no SENAI Shunji Nishimura, sempre durante a semana, e têm previsão de início na primeira quinzena de setembro. A data prevista para a conclusão é 17 de dezembro.

O programa é voltado para jovens com o ensino fundamental completo e que estejam no ensino médio, acima de 14 anos até 24 anos. A prioridade é para estudantes matriculados no ensino médio e em ETECs da rede estadual. Os alunos serão convocados entre esta quinta-feira (18) e 28 de agosto por meio do email informado no ato da inscrição.

Prefeita Tina Escorce prioriza qualificação de jovens para o mercado de trabalho

Bolsa Auxílio

A bolsa-auxílio do Novotec Expresso tem o valor de até 600 reais. Esse valor é dividido em 4 parcelas mensais de 150 reais, referentes à máxima duração do curso que é de 4 meses.

O pagamento da parcela mensal se dará após a aferição da frequência no mês subsequente das aulas ministradas. Por exemplo, a parcela da bolsa do mês de outubro será paga no final de novembro, desde que em outubro o estudante tenha frequentado no mínimo 75% das aulas dadas e assim acontecerá para outros meses até a conclusão

Podem receber a bolsa-auxilio os estudantes que estiverem matriculados nas turmas do Novotec Expresso, desde que atendam os critérios de elegibilidade conforme abaixo:

- Estar regularmente matriculado no Ensino Médio nas escolas da rede estadual da Secretaria de Educação, incluindo a Educação de Jovens e Adultos, e nas ETECs do Centro Paula Souza.

- Apresentar frequência de 75% nas aulas do Novotec Expresso no mês de referência e não podem ser beneficiários de seguro-desemprego.

- No caso dos estudantes de 14 e 15 anos, a renda familiar deverá ser de até três salários mínimos, e o pagamento da bolsa será feito para o responsável legal indicado nos dados escolares.

- O pagamento de até quatro parcelas de R$ 150 será iniciado no mês subsequente do início das aulas, por meio do programa Bolsa do Povo, com cartão magnético do Bolsa do Povo.

12 visualizações0 comentário