top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

PREVENÇÃO AO SUICÍDIO: 1ª Caminhada Janeiro Branco acontece hoje, em Marília


Acontece neste sábado (28), com saída defronte o SESI (Avenida João Ramalho), concentração a partir das 9h30, a 1ª Caminha Janeiro Branco, promovida pelo Núcleo de Apoio Emocional e Prevenção do Suicídio.

Durante a atividade serão distribuídos folders com orientações para promoção da saúde mental e ainda fitas e balões brancos. O movimento tem parceria da Prefeitura de Marília e igrejas da cidade. O movimento Janeiro Branco dedica-se a combater e a solucionar sofrimentos humanos, com ou sem transtornos mentais, que podem ser prevenidos ou melhor conduzidos se as pessoas aprenderem estratégias verdadeiramente simples para cuidar da Saúde Mental. “Acreditamos que cuidar da saúde mental é cuidar da vida.

A caminhada é um alerta que sinaliza a melhor saída, que é a prevenção. Precisamos deixar bem claro que uma pessoa com ideação suicida não quer tirar a vida, mas quer tirar a dor, por isto que temos grande quantidade de crianças se mutilado, pois a dor da mente é maior do que dor que ela pode fazer com seu corpo”, disse o psicólogo Wellington Aparecido Silva, coordenador Núcleo de Apoio Prevenção Suicídio de Marília. “O número no centro de atenção psicossocial, os CAPS e os postos de saúde da família fazem um bom trabalho, mas são insuficientes para o atendimento de toda população mariliense. Diante desse cenário, o alerta público torna-se fundamental para o enfrentamento da doença e atenção à Saúde Mental”, salientou o psicólogo. Em um segundo momento, dentro do mês de janeiro serão promovidas diversas outras atividades, como: palestras, desperta branco, oficinas, cursos, workshops, entrevistas midiáticas, rodas de conversa e em especial a produção de um programa na Rádio Onda Viva FM 105,9 com a psicóloga Juliana, todas as terças-feiras, às 17h, falando sobre a saúde mental. Lembrado que o Núcleo de Apoio Emocional e Prevenção do Suicídio é formado por Psicólogos (as) da cidade de Marília, que atendem nos seus consultórios pessoas com luto, depressão, ideação suicida, ansiedade e pânico, com valores sociais. DADOS SOBRE O SUICÍDIO De acordo com dados nacionais, a cada 45 minutos existe uma morte por suicídio no Brasil. Ao todo, são 16 milhões de tentativas por ano no mundo, e a cada morte por suicídio temos vinte tentativas. Só em Marília, em um único dia da semana, o SAMU recebeu chamados para seis casos de ideação suicida. “Percebemos um aumento em casos ansiedade, luto, depressão e transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, cerca de 4% dos adolescentes brasileiros apresentam sinais de depressão, e cada caso temos quatro crianças que já tiveram a doença”, disse Wellington Aparecido Silva. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde publicados em 2022, quase um bilhão de pessoas, incluindo 14% dos adolescentes do mundo, vivem com algum transtorno mental, situação agravada pela pandemia da Covid-19 e por antigos tabus, preconceitos e desconhecimentos a respeito dos múltiplos universos da Saúde Mental. “Quando falamos sobre suicido precisamos ter o maior cuidado na fala, pois podemos não está ajudado, mas alimentado mente de uma pessoa que está com ideação suicida”, finalizou.





28 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page