top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Rapaz espanca, mata e tenta arrancar a cabeça de homem que mostrou interesse em sua irmã de 12 anos


Um jovem, de 18 anos, foi preso nesta segunda-feira (23) após confessar ter matado um homem, de 45 anos, a facadas, em Teodoro Sampaio (no Pontal do Paranapanema). Segundo o indivíduo, a vítima era conhecida por assediar menores de idade e teria demonstrado interesse na sua irmã, de 12 anos.

De acordo com o Delegado Edmar Rogério Caparroz, o indivíduo possui cinco irmãos e mora com os avós no distrito de Planalto do Sul. Durante a noite desta segunda-feira, ele contou aos policiais que saiu de uma confraternização na casa de um amigo, mas notou que havia esquecido o carregador do celular ao chegar na residência em que mora. Ao retornar na casa do amigo, ouviu o homem, de 45 anos, conversando com outra pessoa na calçada do imóvel ao lado sobre “umas meninas”. Por já ter ouvido falar que ele assediava menores de idade para manter relações sexuais, o jovem os abordou. O homem, por sua vez, desconversou e pediu ao rapaz um prato de comida, que disse que ter uma refeição na casa do avô. O indivíduo aceitou acompanhá-lo. Durante o caminho da residência, o homem teria demonstrado interesse por uma adolescente, tratando-se, por coincidência, da irmã de 12 anos do jovem. Neste momento, tomado por uma raiva incontrolável, conforme relatou, ele aplicou uma “gravata” no homem e o arrastou até uma calçada, onde bateu a cabeça dele contra uma sarjeta. Em seguida, colocou o joelho na garganta da vítima e passou a desferir socos. Ainda na sequência, o golpeou com uma pedra e com um pedaço de madeira. “Intenção de decapitar” Após a agressão, o jovem foi até a casa do avô e pegou uma faca. Enquanto retornava ao lado do crime, ouviu uma ambulância passando na via e voltou ao imóvel para guardar a arma branca. Ele voltou até a rua onde havia agredido a vítima e verificou que ela não havia sido socorrida, pois estava no mesmo local. Portanto, o rapaz voltou até a residência e pegou a faca novamente. Ainda conforme o delegado, o jovem voltou ao local do crime e aplicou um violento golpe de faca nas costas da vítima, quebrando a ponta do instrumento. Ele pediu para o homem repetir o nome da irmã novamente e a vítima repetiu. Em seguida, o rapaz finalizou o homicídio “passando a faca, por diversas vezes, no pescoço com a intenção de decapitar, mas não conseguiu por encontrar resistência em um osso”. O indiciado viu o vulto de uma uma pessoa em uma residência próximo ao local e pediu para que o morador ligasse para a polícia e o corpo de bombeiros. Ele desceu até uma praça, jogou a faca utilizada no homicídio próximo a um parquinho e sentou, esperando a chegada da Polícia Militar. A corporação chegou ao local logo em seguida e o jovem se apresentou aos agentes confessando o crime. “O rapaz não se arrepende de ter praticado o homicídio”, informou Caparroz. O homem, de 18 anos, foi preso em flagrante por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e à traição. Ainda conforme a Polícia Civil, ele contou que não sofreu qualquer violência física ou psicológica dos agentes públicos responsáveis pela sua prisão. Os avós do indiciado foram avisados sobre o ocorrido e ele permanece à disposição da Justiça.



106 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page