Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Rapaz morto em chácara foi vítima de bala perdida. DIG prendeu dois acusados e outro segue foragido


Delegado titular da DIG de Marília, Luis Marcelo Perpétuo Sampaio

O cabeleireiro e estudante Matheus Henrique Pereira da Silva, de 16 anos, morto com um tiro no peito durante uma festa em uma chácara no Distrito de Padre Nóbrega, na Zona Norte de Marília, durante um tumulto, não tinha nada a ver com a confusão.

Conforme já divulgado nesta quarta-feira (2) pelo JP, em eficiente trabalho a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), sob o comando do delegado Luis Marcelo Perpétuo Sampaio, prendeu dois indivíduos acusados de envolvimento nesse homicídio. Outro elemento está foragido.

Um menor de 16 anos foi apreendido no Bairro Nova Marília IV, no extremo da Zona Sul de Marília. Ele acabou sendo capturado em um matagal, após tentar fugir dos policiais. Portava porções de drogas e além do envolvimento no assassinato, ainda foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. O adolescente, apesar de não ter passagens anteriores, era conhecido nos meios policiais.

Logo após a captura dele, a equipe da DIG cumpriu mandado de buscas na mesma região, na casa de um rapaz de 19 anos, também envolvido no crime. Ele não estava na residência no momento da atuação policial, mas chegou em seguida e foi preso. Outro acusado, Jonathan Moreira Magalhães, de 18 anos, está foragido.

O menor foi conduzido inicialmente para uma ala especial na Cadeia de São Pedro do Turvo e depois, após conseguir vaga, conduzido para a Febem de Marília.

Ele havia se apresentado na DIG dois dias após o crime (fora do flagrante) junto com um advogado e tentou assumir a autoria do homicídio. Entregou inclusive um revólver calibre 38 usado na ação. Mas, o delegado da especializada aprofundou as investigações e chegou a outros indivíduos autores do crime, entre eles o verdadeiro autor dos tiros.


BALA PERDIDA: Matheus Henrique morreu sem ter nada a ver com a confusão

O CRIME

O assassinato de Matheus, que morava no Bairro Jânio Quadros, na Zona Norte de Marília, ocorreu por volta das 2 horas da madrugada de um domingo (8 de novembro), em uma chácara em Padre Nóbrega. No local um grupo de rapazes residente na Zona Sul de Marília se desentendeu com outro grupo residente na Zona Norte da cidade.

Após alguns rapazes sair de um banheiro, houve o começo da confusão. O motivo foi um lança perfume. O menor capturado pela DIG tentou dar uma rasteira em um rapaz alvo do grupo e outro indivíduo acertou um soco nele.

O rapaz agredido correu e nesse momento começaram vários disparos de arma de fogo. Um dos tiros atingiu o tórax de Matheus, que morreu no local. Em seguida, o grupo se evadiu. Policiais foram acionados para o local e tiveram que montar um quebra-cabeça para apurar o que de fato teria ocorrido antes e durante a confusão que resultou na morte do cabeleireiro que não tinha nada a ver com o entrevero.

O delegado Luis Marcelo disse ao JP que ainda faltam alguns laudos e resultados de levantamentos e perícias para definir a participação de cada um dos acusados no crime. O rapaz foragido seria o autor do disparos.





266 visualizações0 comentário
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
whatsapp-logo-vector.png
Chama no Zap!

© 2017 por "JP. Povo

Anuncie aqui!!!
14 99797-5612