Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Rapaz que matou a namorada com tiro na região tem prisão decretada


A Justiça decretou nesta quinta-feira (10) a prisão do rapaz de 24 anos (que não teve a identidade divulgada pela polícia) que matou a namorada com um tiro na cabeça na madrugada desta quarta-feira (9), em Lins (70 quilômetros de Marília), passou nesta quinta-feira (10) pela audiência de custódia e teve a sua prisão em flagrante convertida em prisão preventiva.

O assassino seguirá preso e deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Álvaro de Carvalho.

Pela natureza do crime, ele vai responder por feminicídio –, o caso será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Lins. O corpo da jovem Beatriz Zanini Rosa, de 21 anos, foi levado inicialmente para o Instituto Médico Legal (IML) e, nesta quinta-feira (10) pela manhã, foi sepultado no Cemitério Bom Pastor, em Ribeirão Preto, cidade onde moram seus familiares. O crime Por volta da 1h30, a vítima foi levada pelo namorado e outro homem, de carro, até a Santa Casa de Lins com um ferimento na cabeça provocado por disparo de arma de fogo. Ela chegou a ser atendida, mas não resistiu ao ferimento. Inicialmente, o namorado da vítima disse aos policiais militares que estava caminhando com a jovem pela Rua Santa Clara, no Jardim Tropical, quando dois homens desconhecidos em uma motocicleta passaram atirando. No local informado, no entanto, os policiais não encontraram nenhuma marca de sangue ou sinais de tiroteio. Com isso, o suspeito foi questionado e confessou à equipe que é traficante de drogas e contou que estava "brincando" com uma arma de fogo e acabou, por acidente, efetuando um disparo. Após o tiro, ele disse que ligou para um amigo, que foi ao seu encontro. Em seguida, os dois levaram a jovem até a Santa Casa, de acordo com informações do boletim de ocorrência. Os policiais foram até a casa do suspeito e, no local, estavam dois homens que saíram correndo com a chegada da viatura. Um deles foi detido e disse que vende drogas para o namorado de Beatriz, mas nada teria a ver com o crime. No carro do suspeito, os policiais encontraram drogas, dinheiro e duas armas de fogo. O amigo dele, detido após tentar fugir, disse ser o proprietário do material apreendido. Já na casa, os policiais encontraram mais dinheiro, que acabou apreendido. O suspeito foi preso em flagrante por feminicídio, prisão que agora foi convertida em preventiva. A perícia foi acionada e o suspeito ainda deve passar por exame residuográfico para identificar sinais de pólvora nas mãos.

140 visualizações0 comentário