Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Regiane Melos, que disputou a Prefeitura, ganha cargo comissionado. Presidente do PSL nega indicação


Marcos Farto, presidente do PSL em Marília negou que o partido tenha indicado Regiane Melos para cargo comissionado na gestão de Daniel Alonso (PSDB)


Portaria publicada no Diário Oficial do Município nomeou a empresária Regiane Melos para o cargo comissionado (sem concurso público) de Assessora Especial de Gabinete do secretário municipal de Direitos Humanos, ex-vereador não reeleito, Wilson Damasceno. O salário é de cerca de R$ 5 mil, mais benefícios.

Regiane foi candidata a prefeita nas eleições do ano passado pelo PSL, em Marília. Obteve 1.179 votos, ficando em sétimo lugar entre os nove concorrentes ao cargo.

Perguntado hoje pelo JP sobre quem teria indicado Regiane para o cargo comissionado, o prefeito Daniel Alonso (PSDB) respondeu que "a indicação foi do PSL".

PRESIDENTE DO PARTIDO NEGA INDICAÇÃO

Questionado pelo JP, o presidente do PSL em Marília, Marcos Farto, negou tal indicação. "Não houve nenhuma indicação, nenhum acordo, Conversei com o vereador Féfin (Júnior Féfin, eleito pelo PSL) e ele me disse que também não teve nenhuma ligação com a nomeação da Regiane".

Farto afirmou ainda que a nomeação do integrante do PSL para cargo comissionado na gestão Alonso "não significa amenizar ou não a postura do vereador dentro da Câmara Municipal. Há uma visão diversificada de voto favorável à propostas positivas para a cidade e voto contra ações não saudáveis", explicou.

O presidente do PSL tratou a nomeação como opção do prefeito e de Regiane Melos. "Como ela atua na área técnica de Recursos Humanos, não vemos nenhum impedimento que venha ferir a postura do partido nesta nomeação. É o ganha pão dela", finalizou.










781 visualizações0 comentário
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
whatsapp-logo-vector.png
Chama no Zap!

© 2017 por "JP. Povo

Anuncie aqui!!!
14 99797-5612