Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Revendas em Marília recebem menos remessas de gás de cozinha das distribuidoras


Diversas distribuidoras de gás reduziram as remessas de botijões de gás de cozinha para empresas revendedoras em Marília. "Não sabemos o motivo desta redução, pois as grandes distribuidoras não explicam", disse o empresário Pedro Olímpio Caetano, o Pedro do Gás, do Gás Santa Luzia.

Ele esperava receber 480 botijões de gás nesta segunda-feira (14), como é normalmente feito pela distribuidora Supergás, de Paulínia (SP). Mas chegaram apenas 200 botijões.

"Como não sabemos os motivos, esperamos que na próxima semana a situação esteja normalizada, mas não dá para fazer previsões", explicou o empresário.

PREÇOS

No depósito do Gás Santa Luzia, o botijão está sendo vendido a R$ 125,00 (retirada no local) e R$ 132,00 (entregas e nos veículos que revendem nas ruas). "Não repassamos aos consumidores o reajuste integral de 16,1% determinado pelo governo. Se isso acontecesse, o gás teria que ser vendido a cerca de R$ 150 aqui na revenda, em função dos nossos custos operacionais com os aumentos dos combustíveis, principalmente", explicou Pedro do Gás.

"Nosso preço está bem abaixo do que poderíamos estar praticando. É um momento delicado do mercado e mantemos nossa tradição de respeito e parceria com os nossos clientes", afirmou o empresário que atua há mais de 20 anos no ramo.





43 visualizações0 comentário