Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Secretaria de Direitos Humanos e Unimar se unem na integração gastronômica de imigrantes

Projeto “Sabores do Mundo Unimar” busca divulgar a cultura dos imigrantes presentes na cidade de Marília, por meio da culinária A Unimar (Universidade de Marília), através dos cursos de Gastronomia, Nutrição, em parceria com NIPEX (Núcleo Integrado de Pesquisa e Extensão) e DRI ((Departamento de Relações Internacionais), juntamente com o Núcleo de Apoio Humanitário da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Compir ( Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial) uniram-se no projeto de integração chamado “Sabores do Mundo Unimar”, que busca divulgar a cultura dos imigrantes presentes na cidade de Marília, por meio da culinária.

Para a coordenadora de Relações Internacionais da Unimar, Profª. Dra. Walkiria M. H. Ferrer, o contato com outras culturas é de grande importância na internacionalização do currículo dos acadêmicos. “O profissional deste século deverá compreender e respeitar a diversidade de pensamentos e realidades existentes em diferentes contextos. Este projeto cumpre com o objetivo de valorizar os imigrantes, no momento em que compartilham suas experiências e vivências a comunidade acadêmica”. O assessor de relações internacionais da Unimar, Juan Orellana, destaca que ações como esta são de grande importância tanto à comunidade acadêmica como a não acadêmica, que podem ampliar seus conhecimentos culturais sobre diversos povos, por meio da gastronomia. As diversas edições são gravadas e posteriormente disponibilizadas ao público geral, pelo canal da Unimar no YouTube, tendo sempre como convidado um imigrante que esteja na cidade de Marília para preparo de prato típico de sua respectiva nacionalidade. A acadêmica de nutrição, formada também em gastronomia e membro do projeto, Adriana Rodrigues, ressalta que na história da humanidade a comida sempre ajudou a unir pessoas, o almoço familiar do domingo, o jantar especial com alguém querido. Muitas coisas emocionais são ligadas à comida. “Este projeto é um caminho sensorial e também de curiosidade para conhecer novas culturas e usar o alimento para aproximar as pessoas que supostamente pensamos ser diferentes. Estes novos “sabores do mundo” nos fazem conectar com estas novas culturas que estão na região de Marília. Este projeto está de parabéns e eu me sinto agradecida de fazer parte dele e ter a oportunidade de conhecer de perto estas pessoas maravilhosas”, disse Adriana. Projeto de Iniciativa da Unimar iniciou em outubro de 2021 e já contou com a participação de cidadãos da Venezuela, Angola e, em 2022, da Bolívia. “Durante o preparo dos pratos, o ministrante compartilha curiosidades culturais, desde músicas típicas até costumes, gostos e visões sobre o Brasil, pois a Universidade de Marília faz parte da rede de apoio aos imigrantes ou refugiados”, afirmou o secretário de Direitos Humanos, Delegado Wilson Damasceno.

Para Juliana Rocha, conselheira do Conselho da Promoção da Igualdade Racial, através dessas iniciativas, é possível acabar com preconceito ou melhor, a xenofobia, conhecendo a culinária desses povos, podemos aprender os seus costumes e tradições desmitificando preconceitos. Com isso o Coordenador do Núcleo de apoio humanitário da Secretaria de Direitos humanos, Eduardo Azevedo, conclui que os imigrantes têm a oportunidade de compartilhar suas visões de mundo a todos os que acompanham o programa. De modo similar, acadêmicos e docentes dos cursos de Gastronomia e Nutrição da Unimar dividem com os convidados estrangeiros seus olhares sobre cultura, educação e outros temas mais. As edições podem ser acessadas no canal oficial da UNIMAR, no youtube, por meio do seguinte link: https://www.youtube.com/user/UnimarTV




45 visualizações0 comentário