Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Servidores municipais já ameaçam greve, em Marília


Assembleia geral extraordinária realizada nesta sexta-feira (11) decidiu por entrar em “estado de greve”, com um ato e assembleia geral no dia 18 de março, a partir das 18h, em frente ao Paço Municipal. Hipótese de greve não é descartada. Categoria quer reajuste salarial de 43.95% e equiparação do Vale Alimentação ( R$ 420) com o mesmo benefício pago aos servidores da Câmara de Marília ( R$ 932).

Votação por essa manifestação foi unânime e tem o objetivo de pressionar a administração municipal sobre os pleitos dos trabalhadores. Reunião foi realizada de forma híbrida, presencial e pelo Google Meet.

Objetivo dos funcionários é fazer uma concentração no período da tarde, no Paço Municipal, para mostrar a indignação e mobilização dos trabalhadores. “Não podemos mais esperar pela boa vontade do prefeito, que está em berço esplendido, com o reajuste de 25% dele e ignorando as nossas dificuldades”, comentou um trabalhador durante a assembleia.

Servidores estão bastante indignados com a postura do governo municipal, que vem evitando fazer uma reunião para discutir as reivindicações dos trabalhadores. Durante a assembleia os funcionários salientaram que o Poder Público está ignorando os apelos dos trabalhadores e por isso é preciso adotar uma postura mais firme.

O sentimento comum entre os trabalhadores é a falta de reconhecimento e valorização profissional. E isso só pode acontecer por meio do reajuste salarial e melhores condições de trabalho, além da contratação de mais servidores, para suprir o déficit em vários setores da administração municipal.

Participação de trabalhadores chamou bastante a atenção, mostrando que o SINDIMMAR (Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos Municipais de Marília) está conseguindo fazer um bom engajamento dos servidores. “A presença massiva dos(as) servidores(as) pelo Google Meet e também na sede do SINDIMMAR dá uma amostra do descontentamento da categoria com a atual situação”, ressaltou a presidenta Vanilda Gonçalves de Lima.




326 visualizações1 comentário