top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

SETEMBRO AMARELO: equipe do Hospital das Clínicas alerta e conscientiza população sobre suicídios


Para tentar diminuir os casos de suicídio, especialmente em Marília e região, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília – HC/FAMEMA, quer sensibilizar e conscientizar a população sobre o valor da vida. O suicídio precisa ser visto com mais respeito e empatia pela sociedade.

Em média, são registrados cerca de 20 suicídios por ano em Marília, mais de 13 mil suicídios por ano no Brasil e mais de um milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens.

A médica psiquiatra do HC/FAMEMA, Dra. Juliane de Souza Cavazzana, explica que dentro dos países da América o Brasil é considerado o oitavo em números absolutos de morte por suicídio, perdendo apenas para os homicídios e acidentes automobilísticos. “A cada 40 segundos uma pessoa morre, a cada três segundos uma pessoa tenta suicídio e 51% dos casos acontecem dentro de casa”, relata Dra. Juliane.

A médica orienta sobre o que podemos fazer quando nos depararmos com pessoas que apresentam esses pensamentos. “Nós precisamos apenas acolher essas pessoas, pois para quem precisa falar é muito importante. Além de ouvir, nós podemos direcionar essas pessoas, aconselhar, buscar atendimento profissional. Sabemos que ninguém vai conseguir resolver a dor do outro, mas compartilhar dela (empatia) e direcioná-la ao cuidado correto são excelentes caminhos”, explica.

Aqui em Marília, o HC\FAMEMA apoia a causa de conscientização e prevenção ao suicídio. Nossa equipe médica, com profissionais altamente capacitados, está apta para acolher pessoas nesta situação de risco, enfatizando o total valor à vida!

SOBRE O SETEMBRO AMARELO

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), organiza nacionalmente o “Setembro Amarelo”. O dia 10 deste mês é oficialmente o “Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio”, mas a campanha acontece durante todo o ano.

Em 2019 foi instituída no país a Política Nacional da Prevenção da Automutilação e Suicídio, que tem como objetivo promover e garantir o acesso à atenção psicossocial das pessoas com sofrimento psíquico, agudo ou cônico.

Existe também a portaria 1.863/2003, que garante, além dos princípios do SUS, entre eles, Universalidade, Equidade e Igualdade, o acolhimento de pessoas com comportamento suicida e de seus familiares com base na integralidade do cuidado, atenção, solidariedade e cidadania.

VOCÊ SABIA?

Além dos atendimentos públicos e gratuitos, outra alternativa para quem busca ajuda contra o suicídio é o CVV (Centro de Valorização da Vida), por meio do telefone 188 (ligação gratuita e 24 horas).

O CVV é reconhecido como Utilidade Pública Federal, desde 1973, e presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

O Corpo de Bombeiros também é uma importante referência no cuidado e prevenção ao suicídio, pois são parceiros nesta luta a favor da vida. Por diversas vezes, eles conseguem impedir que uma pessoa tire a própria vida, além de orientar e encaminhar para que elas possam receber todo atendimento médico e cuidados necessários.




19 visualizações0 comentário

Kommentit


bottom of page