top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Sindicância aponta supostas irregularidades nos Esportes e Nascimento rebate acusações


Prefeito Daniel Alonso e o ex-secretário de Esportes, Eduardo Nascimento

Portaria publicada pelo prefeito Daniel Alonso na edição do Diário Oficial do Município, neste sábado (25), com resultado sobre sindicância aberta para apurar supostas irregularidades na secretaria municipal de Esportes e Lazer, durante a gestão (entre 2017 e 2020) do ex-secretário e atual presidente da Câmara, Eduardo Nascimento (PSDB), aponta uma série de acusações, como eventuais "emissões de “notas frias” por serviços não prestados, superfaturamento nos preços dos serviços e materiais adquiridos pela referida Secretaria e desvios de recursos oriundos de adiantamento de despesas". A Auditoria contratada "concluiu que possivelmente foram repassados valores mensais a título de “Bolsa Atleta” a pessoas que não eram atletas".

A publicação oficial cita que "à vista do teor das provas produzidas nos autos há indícios suficientes de prática de atos tipificados como infrações ético – disciplinares, ilícitos penais e atos de improbidade administrativa perpetrados por Agentes Públicos que atuavam na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer".

“Há  sérios  indícios  de  superfaturamento  e  ateste  de  notas  frias relacionadas  às  contratações  de  locação  de  vans,  serviços  de  limpeza  nos  Jogos  Abertos,  serviços  de  limpeza  nos  Jogos  Abertos  da Juventude,  serviços  de  manutenção  de  elétrica  e  hidráulica,  serviços  de  segurança  privada,  locação  de  gerador,  mesas  e  cadeiras, locação de divisórias, serviços de montagem de divisórias e locação de beliches”, aponta o relatório da Sindicância, com mais de mil páginas.

As supostas irregularidades teriam ocorrido durante as realizações dos Jogos Abertos e dos Jogos Abertos da Juventide. Os valores com movimentações irregulares, segundo a auditoria contratada pela Prefeitura, seriam de  R$ 969.488,96, englobando gastos de cerca de R$ 2,7 milhões.

NOTA DO EX-SECRETÁRIO

Nascimento publicou Nota sobre o caso:

"Fui surpreendido na manhã deste sábado, com esse ataque a mim, a servidores e empresas que muito trabalharam por Marília.

Já venho denunciando, há tempos, os malfeitos da atual administração,que, na tentativa de me atacar, contratou uma empresa de auditoria particular para vasculhar todo o período em que fui gestor da Secretaria de Esportes, há quatro anos.

Criminosa, é uma auditoria que, sem provas, simplesmente acusa a mim, servidores e empresas de desvios.

Como diz o ditado, quem paga a banda é quem escolhe a música.

Vamos provar nossa idoneidade, pois, temos todos os documentos para isso, mas o faremos para o Ministério Público e para a Justiça, e vamos buscar a responsabilização de todos esses bandidos que utilizam a Prefeitura de Marília, para atacar, falsear e caluniar os adversários, pois, sabem que a população de Marília vai dar um Pé na bunda dessa administração incompetente, nas próximas eleições.

Tenho minha consciência tranquila. A Justiça será feita e a verdade virá à tona. Daniel Alonso e sua quadrilha serão desmascarados".








135 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page