top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Sobrinho que matou o tio a facadas em bar se entrega, é ouvido e liberado


Conforme divulgado ontem pelo JORNAL DO POVO, o autônomo Júlio Cesar dos Santos Lorite de 42 anos, se entregou hoje à Polícia Civil. Ele é acusado pelo homicídio do tio, o "chapa" Geraldo Gomes dos Santos de 56 anos. Júlio é sobrinho de Geraldo, que foi morto com golpes de faca na madrugada de domingo (17) em um bar na Zona Oeste de Marília.

O acusado disse que atacou o tio para se defender, após, em meio à discussão, ele sacar uma faca e tentar golpeá-lo. Houve luta corporal entre eles e na confusão os golpes no tórax e no abdômen. Júlio César, que se apresentou fora do período de flagrante, foi ouvido e liberado.

Júlio César comemorava seu aniversário no bar, onde chegou por volta das 23h30 do sábado (16), dia da comemoração. Geraldo, o tio, chegou no local por volta das 2h30. Estava alterado e discutiu com a filha, de 16 anos, que estava no bar na companhia da filha de Júlio, também adolescente. Uma mulher que estava no local teria desferido um tapa e atirado um copo contra Geraldo.

Testemunhas relataram, segundo o delegado da DIG, que foi Geraldo quem tomou a iniciativa da briga com o sobrinho. "Eles já tinham uma rixa familiar e ambos costumavam agir com violência", ressaltou. Geraldo chegou a ser socorrido, mas faleceu antes de dar entrada no H.C. Ele foi sepultado ontem e deixou cinco filhos.

Júlio César, havia sido preso por violência doméstica no final do ano passado, após descumprir medidas protetivas concedidas à sua ex-mulher. Deu trabalho no cumprimento da prisão, saltando inclusive sobre alguns telhados de residências para tentar fugir dos policiais.





216 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page