top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

Soldado do Baep morto por colega com tiro acidental em treinamento será sepultado hoje, em Bauru


Será sepultado neste sábado (28), o policial militar Mateus Fernandes Godoi, de 25 anos, do 13º BAEP (Batalhão de Ações Especiais) Ele foi atingido com um tiro acidental no pescoço por um colega de farda durante treinamento, na última quarta-feira (25), em Bauru.

O caso foi divulgado como tiro acidental, mas as circunstâncias são muito nebulosas, não divulgadas pela corporação.

A Polícia Militar divulgou nota de condolência nas redes sociais. No texto, o órgão informou que a ocorrência foi registrada por volta das 17h30 da quarta-feira, "por motivos ainda a serem esclarecidos, ocorreu um disparo acidental de arma de fogo, atingindo o pescoço do soldado".

O texto diz ainda que o soldado "foi imediatamente atendido por policiais especializados em atendimento pré-hospitalar e socorrido ao Hospital de Base de Bauru, onde passou por procedimento cirúrgico e permaneceu em observação", mas que por volta das 16h20 desta sexta, "não resistiu ao ferimento e sua morte encefálica foi atestada".

O comunicado foi assinado por Fábio Domingues Pereira, tenente-coronel e PM Comandante do 13º BAEP.

Giuliano Manne, amigo da vítima, contou que o colega que disparou em Mateus foi conduzido ao presídio da Polícia Militar Romão Gomes, em São Paulo.

Mateus é filho de um tenente da reserva e havia ingressado na instituição em dezembro de 2018. Ele deixa a esposa.

"As pessoas boas, normalmente, estão indo embora mais cedo. Não tem o que falar do Mateus, era um menino que não falava mal de ninguém, tinha um conduta muito certa", disse Manne.





295 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page