Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Terminam hoje as inscrições para o Bolsa do Povo em Marília. São 100 vagas para desempregados


Terminam hoje (7), as inscrições para os interessados em participar do Programa Bolsa do Povo Trabalho. Em Marília, serão oferecidas 100 vagas, distribuídas entre as secretarias municipais. Os selecionados iniciarão o trabalho no dia 3 de março de 2022. O programa é parceria da Secretaria Municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico com o Governo do Estado.

Tem como objetivo proporcionar ocupação, qualificação profissional e renda aos cidadãos em situação de vulnerabilidade social. Para isso, serão oferecidas bolsas aos cidadãos que realizarem atividades de trabalho em órgãos públicos municipais e estaduais. As inscrições serão realizadas on-line por meio do sistema do Bolsa do Povo no site bolsadopovo.sp.gov.br . É necessário fazer o cadastro no sistema para se inscrever. Em caso de divergências na efetivação do cadastro, o cidadão poderá ir ao Poupatempo mais próximo para efetuar o cadastro no LOGINSP. O Poupatempo não faz o cadastro no sistema do Bolsa do Povo, somente atualiza as informações do LOGINSP para que o cidadão possa efetuar seu cadastro no programa.

Secretário municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvcimento, Nelson Mora Para o secretário municipal do Trabalho, Nelson Mora, essa é uma grande oportunidade para as pessoas mais necessitadas. “O programa Bolsa Trabalho é exclusivo para as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social. Aqui em Marília, o programa vai oferecer 100 vagas em diversas áreas. Aqueles que estiverem dentro das condições exigidas pelo programa podem se inscrever dentro do prazo estipulado.” Os bolsistas da primeira turma do Bolsa Trabalho também podem fazer a inscrição para essa nova turma. Mais informações podem ser obtidas na Central de Atendimento, pelo telefone 0800 7979 800. Quais são as condições para o cadastro no programa? Situação de desemprego, desde que não seja beneficiário de seguro-desemprego ou qualquer outro programa assistencial equivalente;

Residência no estado de São Paulo, pelo período de 2 anos;

Renda per capita familiar de até meio salário;

Alistamento de apenas 1 beneficiário por núcleo familiar;

Ser maior de 18 anos.

Há ainda os seguintes critérios de priorização: Mulheres arrimo de família;

Maiores encargos familiares;

Maior tempo de desemprego;

Maior idade.

Quais são os documentos exigidos? RG (conferir se seu nome está correto e se o documento de identidade está com a emissão de no máximo 10 anos);

Consulte seu CPF no site da Receita Federal e verifique se consta como regular;

Caso esteja com o cadastro único desatualizado procure o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para atualizá-lo;

Caso não tenha carteira de trabalho ou tenha perdido, deverá baixar o aplicativo da Carteira Digital e efetuar o cadastro.





46 visualizações0 comentário