Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Triplicam os "gatos" na rede de energia elétrica em Marília, este ano


A Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), identificou e regularizou quase 1,4 mil ligações clandestinas, os chamados “gatos” de energia, em 64 cidades da região, entre janeiro e agosto.

Marília, na micro região, lidera o ranking este ano com 189 ocorrências. Número é cerca de 30% maior que o volume de "gatos" registrados no ano passado. Em Vera Cruz, foram detectados 10 "gatos" e Garça 8.

CONSEQUÊNCIAS

O furto de energia é crime, pode trazer riscos à segurança das pessoas e prejudica diretamente a população com instabilidade no fornecimento de energia. A pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade será cobrada com valores retroativos ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento.

As irregularidades também podem deixar a conta de luz mais cara para todos os consumidores já que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) reconhece a ação como uma “perda comercial” e parte desse valor compõe a tarifa de energia.

Outra consequência das fraudes e furtos é a piora na qualidade de distribuição de energia, uma vez que as ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas.



49 visualizações0 comentário