Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Vítimas denunciam estelionato na venda de cartas de crédito que estariam contempladas



Denúncias de estelionatos estão sendo investigadas pela Polícia Civil de Marília, após queixas registradas na CPJ. Consta que um funcionário de uma grande loja de departamentos, localizada no Calçadão da Rua São Luiz, ofereceu uma carta de crédito contemplada no valor de R$ 40 mil a um rapaz de 20 anos, residente na Zona Sul de Marília.

A vítima relatou que a oferta era confiável e após conversas via whatsapp, se dirigiu à referida loja, onde efetuou conversou com o funcionário e efetuou pagamento de R$ 1.300 a ele, sem pegar recibo.

Conforme o combinado, dias depois depositou mais R$ 1.700,00 na conta do funcionário da loja. Relatou que os R$ 3 mil, segundo o vendedor, seriam para entregar ao proprietário da carta de crédito contemplada, referentes aos valores que já haviam sido pagos. Os boletos chegariam na residência do comprador, sendo setenta parcelas de R$ 685,72.

A vítima afirmou que realmente chegou boleto em sua casa, no entanto não chegou nenhuma carta contemplada, sendo entregue apenas uma proposta.

A partir desse momento, começou a desconfiar de algo errado e foi até o magazine, onde conversou com a gerente, que prometeu tomar providências. Também registrou queixa no Procon em Marília.

OUTRA QUEIXA

Um professor de 28 anos, residente na Zona Sul de Marília, também registrou queixa na CPJ contra o funcionário da loja. Relatou que joga bola com o mesmo e viu mensagem do vendedor em um grupo de whatsapp dizendo que teria cartas de crédito contempladas da loja.

Entrou em contato com o funcionário da loja e recebeu a informação que a proprietária da carta queria R$ 4 mil, em razão do que ela já havia pago. O professor disse que tinha apenas R$ 3 mil. Dois dias após, o funcionário entrou em contato com o professor, que disse que tinha apenas R$ 2 mil, foi até a loja e entregou R$ 1.100,00 ao funcionário. Outros R$ 900 seriam depositados em conta bancária.

O professor disse ter recebido a promessa que em dez dias a carta de crédito passara para o seu nome. A carta de crédito realmente passou para o seu nome, mas não estava contemplada.





606 visualizações0 comentário
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
whatsapp-logo-vector.png
Chama no Zap!

© 2017 por "JP. Povo

Anuncie aqui!!!
14 99797-5612