Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Vereador Marcos Custódio combate especulações imobiliárias e quer IPTU progressivo em Marília


Combate aos especuladores imobiliários que travam o desenvolvimento de Marília. Esse é o objetivo do vereador Marcos Custódio (Podemos) que busca levantamentos de grandes áreas em perímetro urbano, principalmente na Zona Leste da cidade e são isentos do pagamento do IPTU, recolhendo apenas taxas do Incra.

Grandes áreas reservadas também por construtoras e incorporadoras gerando especulação imobiliária, enquanto a Prefeitura segue inerte, focando em "telheiros" e "puxadinhos" em bairros da periferia.

Custódio já solicitou à Prefeitura cadastros e documentos referentes a esses especuladores, mas até agora não obteve retorno.

ESPECULAÇÃO COMERCIAL NO CENTRO

Outro questionamento do vereador é sobre a especulação com imóveis comerciais fechados há longos anos, especialmente na área central da cidade. "São imóveis onde os proprietários pedem luvas e alugueis absurdos, fora da realidade do mercado. Tanto, que muitos estão há muito tempo fechados, inclusive na Avenida Sampaio Vidal, a principal da cidade", observou.

Custódio salientou a difícil crise econômica atravessada pelo país por conta da pandemia do coronavírus e lembrou que esta nociva especulação imobiliária em Marília vem de longos anos.

"Situação que notadamente atrapalham e travam o crescimento da cidade, além de criar um aspecto degradante ao paisagismo urbanístico, com áreas e imóveis em estado de abandono", ressaltou.

O vereador sugeriu a implantação em Marília do IPTU progressivo, que vai tendo seu valor reajustado acima dos índices adotados pela Prefeitura a cada ano que as referidas áreas e imóveis especulativos permanecem inativos.





50 visualizações0 comentário