Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Vereadores cobram agilidade da secretaria municipal de Obras. "O trem não anda!"



Poliesportivo da Vila Altaneira, na Zona Leste, foi um dos apontados por vereadores como

necessitando de obras de reformas


Diversos vereadores fizeram críticas ao que consideram morosidade da secretaria municipal de Obras, comandada pelo engenheiro Hélcio do Carmo. Isso a partir de requerimento sobre reformas nos Poliesportivos Valdemar Moreira, Bairro Santa Antonieta, na Zona Norte, Poliesportivo Olício Gadia, na Vila Altaneira, Zona Leste e Poliesportivo Tatá, no Nova Marília, Zona Sul.

"O trem não anda", disse a vereadora professora Daniela Alves (PL), lembrando da necessidade de obras e reformas no Poliesportivo do Jardim Continental, na Zona Sul de Marília, aguardadas há muito tempo.

"Estranhamente, nós temos um projeto inteiro doado por uma arquiteta particular para as obras, nós temos a mão de obra de uma faculdade e não conseguimos dar sequência nisso... Porque o negócio não está andando?", questionou.

"Eu já estive lá pessoalmente por três vezes com o secretário de Obras, todo o quadro quase da secretaria de Obras, mas o trem não anda", reafirmou.

Lembrou também que a construção de banheiros e vestiários em um campo onde funciona uma escolinha de futebol, na Zona Sul, só foi possível graças à iniciativa privada. "Ficou três anos dependendo da Prefeitura, através da secretaria de Obras e o negócio não andou". observou.

Foi comentado na tribuna da Casa sobre recursos financeiros já conseguidos junto a parlamentares, um deles desde 2018, mas até agora as reformas ainda não foram realizadas.


"EMPENHO E COMPROMETIMENTO"

Os vereadores cobraram mais "carinho, empenho e comprometimento com a coisa pública" para essas obras saíam do papel e beneficie a comunidade. Houve também cobranças nesse sentido quanto à secretaria municipal de Planejamento Urbano.

"O mais difícil é se conseguir os recursos", disse o vereador e engenheiro Luiz Eduardo Nardi (Podemos), referindo-se aos atrasos nas obras. Cobrou a contratação de mais profissionais para elaboração de orçamentos e projetos ou a terceirização desses serviços.

O vereador Evandro Galete (PSDB) cobrou providências para o descaso no setor de obras e pediu também agilização de outras secretarias mais especificamente na zona rural do município. "Várias estradas estão abandonadas, não só de hoje, mas há mais de trinta anos", comentou.

Na mesma linha, discursou o vereador Rogerinho (PP). Ele lembrou que até arrumou caminhão de empresa privada para auxiliar na manutenção de estrada rural na região do Distrito de Rosália.

OUTRO LADO

O JP tentou contato com o secretário Élcio do Carmo, para falar sobre as críticas dos vereadores, mas as ligações caíram na caixa postal do celular. O espaço está aberto para manifestações.


254 visualizações0 comentário