Servidores municipais aprovam fim do cartão alimentação em Assembleia do Sindicato

June 24, 2017

      Servidores municipais participaram da Assembleia hoje no Espaço Cultural, com o presidente do Sindmar

 

Em Assembleia realizada na noite desta sexta-feira (23) no Espaço Cultural, servidores municipais da ativa e inativos decidiram em maioria aprovar a proposta de concessão de abono de R$ 250 para ambas situações. O ato foi convocado durante toda a semana pelo Sindicato dos Servidores Municipais, através de veículos de imprensa. Cerca de 210 servidores compareceram à Assembleia. "Quem teve interesse veio buscar seus direitos, como muitos aposentados de muleta e bengalas aqui", observou o presidente do Sindmar, Mauro Cirino.

Um projeto de lei concedendo abono de R$ 250 para ativos e inativos já havia sido enviado há cerca de um mês pelo prefeito Daniel Alonso (PSDB) à Câmara Municipal, mas foi retirado da Casa a pedido do próprio Sindicato. "Fizemos uma Assembleia na porta da Prefeitura naquela oportunidade e os servidores da ativa e inativos não concordaram com a troca do cartão alimentação (Sindplus) pelo abono. Os inativos porque o mesmo não contemplava ois celetistas. Então, pedimos a retirada do projeto, o que foi feito", explicou Cirino. "Agora, com a decisão da Assembleia, o prefeito fica autorizado a reenviar à Câmara o projeto com novos ítens de garantia ou qualquer outra proposta com as mesmas garantias".

Ele explicou ao JP que, na aprovação de hoje, foram incluídos três pedidos essenciais que deverão constar no novo projeto de lei que eventualmente o prefeito remeta à Câmara:

1 - Que o abono tenha reajuste anual com base nas mesmas cláusulas que existem no cartão alimentação

2 - Que o prefeito Daniel Alonso se comprometa a manter esse abono durante todo o seu mandato

3 - Que os servidores aposentados em regime de CLT sejam incluídos no benefício

"São apenas algumas garantias, pois o bojo do projeto é o mesmo do que estava na Câmara. Não há impacto financeiro. Mesmo porque, o prefeito Daniel já declarou várias vezes que se for abono para todos, ativos e inativos, ele concede, como estava no projeto enviado por ele para votação dos vereadores. A questão agora é só vontade política e acreditamos que haverá o bom senso do governo no sentido de resolver esse desgastante e angustiante impasse para ambas as partes", afirmou Cirino. O ipreemm tem cerca de 300 inativos no regime de CLT, os quais recebiam o benefício pelo cartão Sindplus, mas não foram incluídos no projeto quer havia sido enviado á Câmara pelo prefeito.

Mauro Cirino disse que deverá encaminhar as propostas aprovadas hoje em Assembleia na segunda-feira para o prefeito.

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black