RADAR DO JP

June 24, 2017

 

BIBLIOTECA I

Recentemente, houve a grande polêmica sobre a mudança de endereço da Biblioteca Pública de Marília, da Avenida Sampaio Vidal para a Rua São Luiz. Uma das incentivadoras da mudança foi a coordenadora da Biblioteca, Rosane Fagotti. Ela foi trazida de Garça para assumir esse cargo comissionado pelas mãos do secretário municipal da Administração, Faneco, ex-prefeito de Garça.

 

BIBLIOTECA II

Pois é! Agora, surgiu um rolo com a Biblioteca Púbica de Garça, que também teve que mudar de prédio. Motivo: rachaduras nas paredes, problemas de estrutura e ameaça desabamento. O detalhe é que o prédio passou por reformas que custaram R$ 300 mil, há menos de dois anos. Ou seja, na gestão do ex-prefeito Faneco.

 

O PREFEITO E A CADERNETINHA

 

         Daniel Alonso em campanha, em 2016, anotando pedidos dos eleitores: agora, "cadernetinha em casa"

 

Durante a campanha eleitoral do ano passado, o prefeito Daniel Alonso andava com uma cadernetinha e caneta na mão, anotando pedidos dos eleitores. Perguntado no gabinete onde está a tal cadernetinha, o prefeito disse: “está guardada em casa”.

 

SAIU DE FININHO

O vice-prefeito, Tato Ambrósio (PMDB), outrora muito falante e palpiteiro, anda quietinho diante de muitas polêmicas na Prefeitura. Nem em eventos oficiais ele tem comparecido, como nas solenidades da entrega de 832 casas no Maracá II, em Padre Nóbrega, na quinta-feira.

 

VENDAS DE ÁREAS

A Prefeitura de Marília segue mapeando e avaliando uma série de áreas públicas do Município que deverão ser colocadas à venda para particulares nos próximos meses. A intenção do prefeito Daniel Alonso (PSDB) é pegar a grana dessas vendas e colocar nos cofres do Ipremm. Hummm!!!

 

CARRO DE SOM

Aliás, durante a entrega das casas do Maracá II, circularam pelo núcleo carros de som anunciando ofertas de materiais de construção da Casa Sol, empresa do prefeito.

 

ÔNIBUS, ABANDONO E DENGUE

Moradores da Vila São Paulo, mais precisamente nas redondezas da garagem da extinta Empresa Circular, estão reclamando muito do abandono do imóvel, que pega uma quadra inteira fechada. Muitos ônibus que seguem enferrujando no local ficam janelas abertas. Com as chuvas, viram criadouros de larvas do mosquito da Dengue. Como o local está lacrado, ninguém consegue entrar lá.

 

INTERDIÇÃO E GUERRA DO IRAQUE

 

 Imagens postadas no Facebook mostram que moradores da Rua Bento de Abreu Filho, no fundão do Santa Antonieta, “interditaram” a via pública por causa da calamidade com buracos. Há cerca de um mês, a Codemar esteve por lá, jogou terra nas crateras e sumiu. A justificativa é que faltou  verbas e contrato para completar o serviços com a pavimentação. EM TEMPO: quando os serviços começaram, o diretor da Codemar, Renê Fadel e seu adjunto, Tatá, estiveram lá. “O Tatá comentou: Renê, acho que a guerra do Iraque começou aqui!”, comentou o diretor da Companhia em entrevista à Rádio Clube.

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black