Segue a onda! Mais uma motocicleta furtada em Marília

June 24, 2017

 

                                 Modelo de motocicleta furtada, ontem. Mais um caso registrado na CPJ

 

A nova vítima da onda onda de furtos de veículos em Marília foi o técnico em enfermagem Evandro Marcelo da Silva. Na tarde de ontem (sexta-feira) ele deixou sua motocicleta Honda Titan 125, preta, ano 2003, placa DGE-5674,que estava estacionada na Rua Ônix, no Jardim Maria Izabel, na Zona Leste da cidade. Ele constatou o furto por volta das 18h30, quando deixou o trabalho. Evandro relatou no B.O que ainda fez umas buscas a pé percorrendo algumas ruas daquela região, mas não achou o veículo.

Anteontem, mais três veículos foram furtados aqui na cidade. Um deles foi localizado horas depois, abandonado. Os outros dois não localizados foram uma motocicleta Honda Biz, vermelha, ano 2003, placa DGF-8416, pertencente a Michel dos Santos, de 28 anos. 

Ele disse que deixou a motocicleta estacionada na esquina das Ruas Sergipe com a Avenida Brasil, na área central da cidade, na manhã de ontem, quando a mesma foi levada. 

Outro caso aconteceu por volta das 16h de ontem, na Avenida Santo Antonio esquina com  a Rua Paes Leme, também na área central da cidade. Foi furtado um veículo Fiat Uno, ano 1990, placas BWC-9100, pertencente à aposentada Maria Erotildes Pereira, de 71 anos.

TRATOR AINDA NÃO FOI RECUPERADO

Na madrugada da segunda-feira (19), ladrões atacaram uma Fazenda Santo Estevão, às margens da SP-333 (Rodovia Marília/Assis) e furtaram trator marca Valtra, amarelo, modelo BM 140, ano 2014, com cabine fechada e sistema de ar condicionado e plaina dianteira. O trator está avaliado em cerca de R$ 150 mil.

O proprietário do imóvel, advogado Marcos Paolielo, declarou que recebeu a informação de um funcionário da fazenda que na madrugada de segunda-feira (19), ladrões arrombaram cadeados e a correntes de uma porteira e tiveram acesso ao trator. Após retirar uma janela lateral do veículo, os larápios consumaram o furto e deixaram um galão com 20 litros de óleo diesel no local.

CASOS

Um veículo Parati, ano 88, cor prata, que havia sido furtado na quarta-feira (14) de uma oficina mecânica (que também funciona como estacionamento) na Avenida Antonieta Altenfelder, no Bairro Santa Antonieta, na Zona Norte da cidade, foi localizada. Estava sem a bateria e alguns acessórios. 

O JP recebeu a informação na quarta-feira que ladrões haviam furtado dois veículos do local, sendo um Fiat Uno e uma Parati. No B.O foi relatado apenas o caso da Parati. Meliantes furtaram ainda quatro baterias de outros carros que estavam no local. O crime aconteceu mediante arrombamento de um cadeado do portão. Como no estacionamento não há câmeras de vigilância, vítimas percorreram vizinhos que possuem esse equipamento em busca de possíveis imagens. 

PREOCUPANTE

A onda de furtos de veículos em Marília, com média de um caso a cada dois dias, está atingindo proporções preocupantes. Nos últimos casos, além de veículos em vias públicas, a bandidagem passou a atacar estacionamentos de veículos. No início do mês, houve um caso grave.

Foi no dia 2 (sexta-feira) à tarde registrado num estacionamento de veículos na Avenida Santo Antonio, Vila São Miguel. Um elemento moreno, com cavanhaque, estatura alta, vestindo bermuda e camiseta, esteve no estacionamento de veículos Ourocar, localizado na Avenida Santo Antonio esquina com a Rua Bassan.

O indivíduo "demonstrou interesse" em uma motocicleta Kazinski, preta, ano 2013, avaliada em cerca de R$ 10 mil. Na conversa com o proprietário do estabelecimento, Aparecido Gomes, de 60 anos, o elemento pechinchou o valor da motocicleta. Diante da recusa do comerciante, o ladrão sacou um revólver, rendeu o mesmo e sob grave ameaça fugiu com o veículo, uma Kazinski, cor preta, placa ESL-4399. A motocicleta não foi recuperada.

OUTRO ESTACIONAMENTO ATACADO

Também ainda não foi localizada uma motocicleta Honda CB-500, prata, ano 98, placa CJK-9444. furtada na madrugada da segunda-feira (12)do estacionamento Rodrigues Veículos, na Avenida República, Bairro Palmital, na Zona Norte. Três dias antes, havia sido furtada uma motocicleta Yamaha, preta, ano 2009.

MAPEAMENTO

A editoria do JP está preparando um mapeamento e infográfico dessa modalidade de crime na cidade. Desde o início do ano, foram mais de 100 casos de furtos de veículos, sendo que 90% foram recuperados. Os alvos são veículos com média de uso de 15 anos. Grande parte desses veículos são encontrados em até 24h, depenados, faltando peças e acessórios como som, estepes e baterias. Alguns foram localizados sem as quatro rodas.

Num dos casos, em março, invadiram a garagem da Codemar, na Avenida Castro Alves, na Vila São Miguel e furtaram 12 baterias de caminhões de máquinas. Outros furtos "avulsos" ocorreram no local. Mas como houve conotação política, o caso da Codemar passou "à margem" das estatísticas. 

DESMANCHES E MOTOCICLETAS

A suspeita é que essas peças e acessórios de veículos possam estar abastecendo supostos desmanches clandestinos, inclusive na região. No mês de abril, uma linha de investigações foi aberta a partir da prisão de um manjado ladrão de veículos que atuava na região de Ourinhos. Ele foi preso após uma Saveiro que ele havia furtado em Bauru ter dado problemas mecânicos e parado numa estrada vicinal próxima a Lupércio. 

Entre os furtos de veículos em Marília, uma parcela tem como alvo motocicletas. Nos últimos cinco dias foram três casos. Motos com média de 15 anos de uso. As marcas e modelos mais populares detém a "preferência" da bandidagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black