RADAR DO JP

June 29, 2017

 

DAEM VIRANDO SECRETARIA?

Em janeiro deste ano, a edição impressa do JP trouxe a seguinte perguntinha: o Daem será transformado em secretaria municipal?

Pois bem! O tempo passou e essa possibilidade, praticamente remota naquela época, parece que vai se consolidando. Há fortes rumores nos bastidores políticos que o Departamento vai mesmo virar secretaria municipal e proposta nesse poderá ser enviada à Câmara. Mas, nada oficial, ainda!

 

LÍDER SE DEU MAL

O líder do prefeito Daniel Alonso na Câmara, vereador Marcos Rezende (PSD) se lascou na sessão camarária passada. Os vereadores ignoraram pedidos dele, derrubaram o veto do prefeito e mantiveram um projeto de lei de autoria do vereador Luiz Nardi (PR) que autoriza a Prefeitura a isentar moradores da cobrança de taxas dos chamados “puxadinhos”  (telheiros) comuns na periferia. Rezende votou pela manutenção do veto, ou seja, a favor desta cobrança contra o povo.

 

VALE...MENOS PARA SINDICALISTAS E APOSENTADOS

A Codemar publicou no Diário Oficial de hoje as regras de pagamento do Vale Alimentação aos funcionários da Companhia. O Vale é de R$ 395 e não será pago a funcionários licenciados colocados á disposição de sindicatos e aposentados. Cita a publicação que o Vale Alimentação não poderá ser utilizado para compra de bebidas alcoólicas, tabaco e outros produtos nocivos à saúde do trabalhador

 

ELE APARECEU!

 O ex-prefeito Vinícius Camarinha (PSB) deu o ar da graça no jornalismo da Rádio 950, nesta quinta-feira. De quebra, desceu o pau na atual gestão, disse que o prefeito Daniel Alonso (PSDB) “é uma má pessoa” e “a prefeitura vai mal”. Reclamou ainda que “virou moda abrir sindicâncias”, referindo-se à Sindicâncias abertas contra ele pela atual gestão.

 

NOVO AUMENTO DE TARIFAS

Continua sobre a mesa do prefeito Daniel Alonso um pedido de novo aumento de tarifas das empresas Grande Marília e Sorriso de Marília, que querem elevar a passagem de R$ 3 para R$ 3,15. A decisão do chefe do Executivo deve sair nos próximos dias.

 

 

EFEITO BUMERANGUE

Mas, foi na gestão de Vinícius que se intensificaram as instaurações de Sindicâncias contra atos e servidores municipais. Especialmente após a criação da Corregedoria Geral do Município e do Código de Ética dos Servidores. Ações comandadas pelo então secretário da Administração, coronel Marco Antonio. Na gestão passada, foram abertas mais de quinhentas Sindicâncias e um terror aos servidores.

 

XÔ, POMBAS!!!

A Emdurb contratou uma empresa de Botucatu para combater a presença de pombos na Rodoviária de Marília. O sistema será por pulsos eletromagnéticos para as estruturas metálicas do local. O sistema cria um campo elétrico que dará choques nas aves. Custo do serviço: R$ 12 mil ao ano.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black