RADAR DO JP

July 21, 2017

 ALCKMIN DE VOLTA A MARÍLIA I

O governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB) passou por Marília recentemente, a caminho da região. Aqui assinou formalmente uma autorização para empreiteira retomar o vergonhoso abandono das obras de duplicação da SP-333 (entre o Posto Gigantão e Júlio Mesquita). Obras que ele mesmo abandonou há vários anos de forma relaxada e irresponsável, criando grandes transtornos e prejuízos para usuários da rodovia com esse descaso.

 

ALCKMIN DE VOLTA A MARÍLIA II

E Alckmin poderá estar de volta a Marília em cerca de dez dias para a entrega dos lendários 80 apartamentos da Via Expressa do Pombo, construídos pela CDHU. As obras se arrastam por quase dez anos e travaram com falta de licença da Cetesb, já que a área tem problemas técnicos de canalização de água e esgoto. A CDHU estaria finalizando essa questão para marcar a entrega dos apartamentos de acordo com a agenda de Alckmin aqui pela região.

 

VEREADOR REPUDIA MISTURA DE POLÍTICA COM RELIGÃO.

RECADO PARA O PREFEITO DANIEL?

 

O vereador Zé Luiz Queiroz (PSDB) publicou uma postagem em sua página no Facebook citando: “nunca gostei de políticos que usam e misturam o nome de Deus em suas manifestações políticas. Me soa prepotente, falso e pobre...A Fé do ser humano é sagrada para ser instrumento político”. Considerações pesadas e diretas. Estranho que a publicação aconteceu logo após o prefeito Daniel Alonso (PSDB) postar um vídeo no Facebook e redes sociais onde cita repetidas vezes “luz e trevas” e que o que mais ouve nas ruas é “Daniel, Deus abençoe o seu governo” (repetiu três vezes essa frase). Veja o vídeo do prefeito no link abaixo:

https://www.facebook.com/prefeitodanielalonso/

 

PAULO ALVES COM DANIEL ALONSO

O advogado e comerciante Paulo Alves (PSDB) esteve reunido no gabinete com o prefeito Daniel Alonso (PSDB). Alves virou figura polêmica nas vésperas da campanha eleitoral do ano passado quando presidia o diretório municipal do PSDB e foi cooptado pelo PSB do então prefeito Vinícius Camarinha com o aceno de ser possível candidato a vice-prefeito na chapa do PSB, onde Vinícius tentaria a reeleição.  Esta possibilidade criou um abalo político no PSDB e Daniel Alonso só conseguiu ser candidato a prefeito porque o deputado Pedro Tobias (cacique dos tucanos) interviu na alta cúpula do partido em São Paulo e reverteu a situação, que ganhou até viés judicial e a destituição do diretório local do PSDB. Paulo Alves deixou o comando do partido e o cargo de diretor regional da Assistência Social. A pauta da conversa entre ele e o prefeito não foi revelada.

 

BENETTI NO COMANDO DA CDHU LOCAL

 

                                 Ex-forte aliado, Benetti já rompeu com Vinícius Camarinha

 

Hélio Benetti,  ex-secretário de Assistência Social e da Saúde no governo de Vinícius Camarinha (PSB) assumiu o comando da regional da CDHU em Marília por via de uma empresa terceirizada e por indicação do secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia (DEM). EM TEMPO: Benetti rompeu com o ex-prefeito e o deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) e encostou em aliados da atual administração de Daniel Alonso (PSDB). Ele assumiu a regional da CDHU sob o compromisso de criar um “choque” de gestão no órgão e apoiar Garcia para deputado em 2018.

 

QUESTÃO DE EDUCAÇÃO VAI VIRAR LEI

Um projeto de lei que tramita pela Câmara Municipal e deve estar na pauta das sessões após as férias dos vereadores prevê a obrigatoriedade de se dar preferência ao acesso de idosos, gestantes e deficientes nos ônibus urbanos, em qualquer ponto de embarque. O que é uma questão de educação e respeito humano vai virar lei, com multas e etc. Tipo de lei populista que não vira nada.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black