Companheiro acusado de matar mulher a facadas em Tupã segue foragido

August 22, 2017

                      Local do crime e o casal: Débora morta e Hailton foragido (fotos: Facebook e Bastos Já)

 

Continua foragido o homem suspeito de matar a esposa na manhã desta terça-feira (22) em Tupã. Hailton Basílio, de 37 anos, segurança, fugiu com o veículo do casal e um computador da residência onde o casal morava, na área central daquela cidade.

A bancária Débora Goulart Subires, 33 anos, foi encontrada morta  pelos policiais militares sargento Dias e cabo Henrique, por volta das 11h. 
A vítima, que estava vestida com roupas de academia, foi assassinada com três facadas. O atual companheiro da mulher, que não teve nome revelado, não foi localizado. O carro do casal também não estava na garagem da residência. O caso já é investigado pela Polícia Civil. 
Segundo consta, familiares tentaram falar com a tupãense e como não conseguiram o contato ligaram para a Polícia Militar. Os PMs foram até a residência e após entrarem no local encontraram a bancária já sem vida e com uma faca cravada no peito. A suspeita é que o crime tenha ocorrido na noite de ontem (21).

Há alguns dias, Débora compareceu ao trabalho com lesões nos braços. Disse que tinha sofrido uma queda. A suspeita é que ela já vinha sendo agredida. Nesta segunda-feira, ele deixou o trabalho chorando. Como não compareceu para trabalhar hoje, colegas de trabalho acionaram a polícia, que foi até  a residência.No quarto onde ela foi morta, havia uma mala com roupas sobre a cama, indicando que ela pretendia deixar a casa.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black