RADAR DO JP

August 25, 2017

SERVIDORES DA CÂMARA MUNICIPAL

TERÃO AUMENTO SALARIAL DE MAIS DE 100%

Apesar de ter 49 servidores, foi fundado agora o Sindicato dos Servidores da Câmara Municipal de Marília. E a primeira reivindicação da minúscula entidade, presidida por Fernando Muta, é um reajuste salarial em torno de 100% para alguns cargos do Legislativo. Sob o lema “a correção de uma injustiça salarial dos servidores”, o Sindicato já acertou com os vereadores a aprovação de uma medida que deverá passar o salário inicial de auxiliar de escrita, por exemplo, de R$ 1.869, 45 para algo em torno de R$ 3.500,00.
A justificativa para o aumento são pesquisas feitas em câmaras de vereadores em algumas cidades do porte de Marília. No pacote de aumentos salariais nesses patamares, estão também os cargos de auxiliar de informática, contador, procurador jurídico, bibliotecário, repórter apresentador e outros. A proposta foi colocada em pauta pelo presidente Wilson Damasceno (PSDB) e deverá ser aprovada já na sessão da próxima segunda-feira.

 

FANECO PROCURANDO PARTIDO PARA

SER CANDIDATO A DEPUTADO

O secretário municipal da Administração, Alcides Faneco, já conversou com dirigentes do PTB na região, sondando uma legenda para se filiar e sair candidato a deputado, em 2018. Filiado no PSDB, ele também está em conversações com a alta cúpula do PHS, que tem o coordenador de Meio Ambiente da Prefeitura, Sandro Spadotto, como presidente local.

 

O PADRE FICA I

De malas prontas para ser transferido para uma cidade na região de Ribeirão Preto, o padre Edson cancelou a mudança. Isso porque a Diocese local distribuiu uma nota informando que, pelo fato do padre ter sido condenado pela Justiça Criminal a 8 meses de prestação de serviços à comunidade, ele deverá continuar atuando na Paróquia da Sagrada Família, aqui em Marília, onde está há seis anos.

 

O PADRE FICA II

Conforme divulgado com exclusividade pelo JP, o padre Edson foi condenado por ofensas ao ex-prefeito Vinícius Camarinha. Como cabe recurso à decisão, ele deverá permanecer por longos anos aqui na cidade. EM TEMPO: vale ressaltar que o condenado pode cumprir a pena na cidade onde reside, não necessariamente onde recebeu a sentença. Em sua página no Facebook, o padre escreveu: “Me perguntam o que está acontecendo? Fui sentenciado a 8 meses de trabalhos voluntários pela justiça dos homens. Eles optaram por essa sentença porque julgaram que cometi um ato indevido, usei palavras que não devia...Não tenho tristeza, tenho indignação”.

 

FOGO EX-AMIGO E “O BOBO DA CORTE”

 

                                      Prefeito Daniel: "não se passe por bobo da corte"

 

“Infelizmente nossa cidade está à deriva e seu comandante quase sempre na janela da esperança. É uma pena você ter lutado por um ideal, conseguir 50% do desejado que era o mais difícil e agora os outros 50% que seriam mais suaves, não menos trabalhoso, mas importante ao extremo para a população sofrida; (cadê o remédio entregue em casa?). Se estivessem cumprindo o que acordaram ou prometeram em campanha, pena que estão olhando para o próprio umbigo e o povo que sofre. Não me venha com conversa que faz pouco tempo, que o mais importante que é a população. Já deveriam estar sendo ouvidos ou notar diferenças de uma administração para a outra e o que vemos um bando de gente perdida, que cada um fala um assunto, promete outro e não se faz nada além de falácias e ações populistas.
Sr. Prefeito Daniel Alonso, acorde antes que seja tarde, tome o leme em suas mãos e mostre que sabe fazer gestão com ética e não filmes de Facebook.
Eu espero o melhor de sua administração para o povo. Não se passe por bobo da corte!”
Comentário do aposentado Ronaldo Martins Machado, em sua página no Facebook. Ele foi um dos aliados de primeira hora na campanha eleitoral do prefeito Daniel Alonso (PSDB) no ano passado.

 

MULTA, VAQUINHAS E PALAVRÕES
Ronaldo Machado também reclamou que foi multado pela Justiça Eleitoral (valor de R$ 5 mil reais), falou sobre o assunto com a “turma” e lhe sugeriram “fazer uma VAQUINHA”. Resumiu sua revolta com as seguintes iniciais de uma frase nada convencional: vtnc

 

RECOLHAM OS TAMBORINS?

                                 O secretário da Cultura, André Gomes: cadê a divulgação da reunião?


Esta semana, conforme divulgado pelo JP, o secretário municipal da Cultura, André Gomes, reuniu representantes de escolas de samba e blocos de carnaval para discutir a volta dos desfiles de carnaval de rua em Marília, a partir do ano que vem. 
A reunião teve cobertura de assessores de imprensa da Prefeitura, que, segundo o secretário, divulgariam o tema. Entretanto, nada foi publicado. Será que houve um “freio” do prefeito nessa iniciativa?

 

SAÚDE E EDUCAÇÃO
Um dia após a reunião na Cultura sobre a volta do Carnaval, houve uma coletiva no gabinete sobre outro evento festivo: a volta da realização da Examar. Em entrevista à Rádio Clube, o prefeito comentou: “esse evento é uma iniciativa privada e não terá nenhum centavo da Prefeitura. Eu não tiraria dinheiro da Saúde nem da Educação para isso”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black