Polícia barra "bonde dos fora da lei" e jovens de Marília que iam para a farra

October 9, 2017

 

                  Jovens e adolescentes no "bonde fora da lei": bebidas e prostituição barrados pela polícia

 

A Polícia Militar foi acionada, via Copom, para atender a uma ocorrência em Quintana, onde duas adolescentes estavam viajando de ônibus, de Marília àquela cidade, para participarem de um baile funk, denominado "bonde dos fora da lei". 
Com as informações, os policiais aguardaram o ônibus que levava as menores, abordando o veículo próximo a rodoviária, confirmando a presença das adolescentes. No mesmo ônibus, haviam várias pessoas indo à mesma festa. A pedido do delegado da Central de Polícia Judiciária, as meninas foram conduzidas ao Conselho Tutelar do local. 
A PM, em contato com o Conselho Tutelar de Quintana, se deslocou até o local da festa, onde deparou-se com o aviso de aniversário no portão, porteiro e segurança, que realizavam a cobrança dos ingressos para a entrada da festa. 

                                        Quarto que seria usado para prostituição no local


Ao entrar, a polícia se deparou com um grande número de pessoas, sendo 31 adolescentes e mais de 100 adultos no local, além de grande quantidade de bebidas alcoólicas e menores de idades alcoolizados. Também foram localizados alguns cartões, utilizados como "passe" de entrada, onde estava impresso a foto do organizador da festa, conhecido como "Bibi". No local, também foram encontrados duas porções de substância semelhante a maconha e uma seringa usada por usuários de cocaína. 
Uma testemunha, presente no local e participante da festa, alega ter pago o valor de R$ 10,00 para entrar no local e que comprou R$ 135,00 em bebidas alcoólicas para ingerir durante a noite. Essa versão também foi confirmada por ambos organizadores. A venda do ingresso vinha sendo antecipadamente, assim como na entrada. 
No local haviam dois quartos, que aparentavam estarem sendo usados para a prática de prostituição, já que foram encontrados vários preservativos no ambiente. 
Os organizadores do baile funk não apresentaram nenhuma documentação sobre a festa, alegando que se tratava apenas de uma festa de aniversário. Verificado pela PM, o organizador, que seria o aniversariante, só faz aniversário no mês de dezembro. 
Todo material ilícito foi apreendido e será apresentado à Polícia Civil no próximo expediente, segundo orientação da autoridade policial na noite da ocorrência. 
Atenderam a ocorrência os policiais militares Camargo, Dominici, Sandro e Emanuel, com o apoio do Conselho Tutelar de Quintana e Oriente. (Tupãcity)

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black