JÚRI POPULAR: pai é absolvido e filhos condenados a 21 anos de reclusão, por homicídio na Zona Norte

October 18, 2017

                    Momento do Júri Popular no Fórum. À esquerda, o advogado Luiz Carlos Clemente 

 

Em Júri Popular que começou às 9h e terminou por volta das 23h desta terça-feira (17), no Fórum de Marília, o aposentado Agenor Lima, de 65 anos, foi absolvido da acusação de homicídio qualificado e seus dois filhos Anderson Stevan Lima, de 30 anos e Alexandro Stevan de Lima, de 40 anos, condenados a 21 anos de reclusão. O advogado deles, Luiz Carlos Clemente, vai recorrer da decisão.

O CASO

O trio foi acusado da morte de Francisco Uilane Sodré de Souza, de 30 anos, autônomo, durante um evento numa lanchonete na Zona Norte, em 29 de janeiro do ano passado.

Os envolvidos se desentenderam no local, por volta das 23h, quando Os motivos foram passionais, já que Anderson teve um relacionamento com  a ex-namorada de Gleikson. Outros desentendimentos entre os envolvidos já havia ocorrido no mesmo local.

Na noite do crime, Anderson sacou um revólver e deu vários tiros, atingindo Francisco na cabeça e seu irmão, Gleikson Luis Sodré de Souza, com dois disparos no pescoço. Viaturas do Samu e do Corpo de Bombeiros socorreram as vítimas, que foram encaminhadas ao Hospital das Clínicas. Francisco morreu durante atendimento e Gleikson passou por cirurgia para retirada dos projéteis, conseguindo sobreviver.

O trio de acusados fugiu num veículo Honda Civic, mas foi abordado pela Polícia Rodoviária Estadual, próximo a Bauru, no dia seguinte. Desde então os acusados, estão presos pelos crimes de homicídio qualificado (motivo torpe) e tentativa de homicídio. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black