Justiça manda e polícia prende o marido que atirou na esposa grávida, em Marília

October 24, 2017

 

 

 

Kamila segue internada no H.C e Carlos Henrique, que havia sido liberado, é preso a mando da Justiça

 

Policiais civis prenderam por volta das 7h da manhã desta terça-feira (24), o cabeleireiro Carlos Henrique Oliveira dos Santos, de 34 anos, acusado de atirar contra sua esposa, a cabeleireira Kamila Mesquita de Almeida, de 32. O acusado estava no salão de beleza onde ocorreu o crime. Ele havia se se apresentado na tarde de ontem (23) na DDM, prestou depoimento e foi liberado.

Mas, um mandado judicial expedido no início da noite determinou a prisão preventiva dele.

TIRO ACIDENTAL

Acompanhado do advogado Eliseu Albino, o acusado alegou que o tiro foi acidental, o qual foi em direção ao tórax da mulher, desviou em uma costela e perfurou o braço.

Como tem emprego e residência fixos, Carlos Henrique responderá o inquérito em liberdade. Kamila segue em estado estável no Hospital das Clínicas. O casal tem três filhos menores e ela está grávida.

O advogado que acompanhou o acusado na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), Eliseu Albino, disse ao JP que Carlos Henrique vai responder o inquérito em liberdade porque é primário, tem profissão definida, residência fixa e curso superior (é formado em Teologia). A delegada Viviane Boacnin Yoneda Sponchiado ouviu o acusado.

"Ele estava trabalhando no salão dele, no sábado à noite, quando a mulher chegou empunhando um revólver. Eles discutiram e ele, o Carlos Henrique, entrou em luta corporal para tentar tirar a arma dela. Ele tem baixa estatura em relação à ela e, na luta, houve o disparo acidental", disse Albino ao JP. Após o disparo, Carlos Henrique ligou para o irmão de Kamila ir socorrê-la. O SAMU foi acionado.

O advogado relatou ainda que a mulher já havia ameaçado o marido de morte. "Eles são casados há 17 anos e estavam separados de fato há uns seis meses. Ela brigava muito com ele e a situação piorou quando ele descobriu uma conversa dela com outro homem no Whatsapp, uma conversa que não é digna de uma mulher casada", afirmou o advogado. "O Carlos Henrique também tem dúvidas se o filho que ela está esperando é dele", completou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle

© 2017 por "JP. Povo