Policial Militar atira e mata homem após briga de trânsito, em Bauru

October 24, 2017

Uma briga de trânsito terminou com um homem baleado e morto nessa segunda-feira (23) no Jardim Bela Vista, em Bauru. Atingida por dois tiros, a vítima de 47 anos foi socorrida e seguia hospitalizada, morreu na madrugada terça-feira (24). O autor dos disparos é um policial militar, que estava à paisana e voltava para casa. Ele alega legítima defesa.

O fato ocorreu por volta das 22h na quadra 3 da rua Alto Acre, contudo, a confusão começou a alguns quarteirões dali.

Segundo o tenente Luiz Capelin, do Comando de Força Patrulha, o homem atingido pelos tiros seguia em um Cruze branco e o policial (a idade não foi divulgada), em um Astra preto. Ambos estavam acompanhados nos veículos.

Por motivos a serem esclarecidos, houve um acidente entre os automóveis e a discussão se prolongou até as proximidades da esquina com a rua São Lourenço.

"O policial disse que o motorista do Cruze o teria fechado e, como uma tinha uma caminhonete do outro lado, ele não conseguiu tirar o carro dali", informa Capelin.

Ainda de acordo com a versão do autor dos disparos, nesse momento, o motorista do Cruze teria descido já com uma pistola 635 em punho. "O policial alega que não sabia se era um assalto. Assim, ele (o policial) fez três disparos. Dois acertaram a outra parte, um no tórax e outro na região dos glúteos".

Tanto a arma do PM quanto a do motorista atingido pelos disparos foram apreendidas. "O condutor do Cruze tinha registro de posse de arma de fogo, e não de porte. E ela também estava municiada", informa Capelin.

Além da grande movimentação de policiais, viaturas do Samu e do Corpo de Bombeiros estiveram no local. 

A Polícia Científica foi acionada para a realização da perícia. Assustados, muitos vizinhos também acompanharam toda a movimentação que alterou a rotina do bairro.

APURAÇÕES

O autor dos disparos seria apresentado na Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde o delegado plantonista decidiria o que fazer.

"Agora, são abertos dois inquéritos. A Polícia Civil irá investigar o caso e nós, da Polícia Militar, também iremos apurar a conduta do policial. Todas as informações que temos foi com base com que ele (autor dos disparos) nos passou e em testemunhas", conclui o tenente Luiz Capelin. 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black