RADAR DO JP: CHUMBO NA RÁDIO, VÍDEO E FIASCO, ALMOÇO INDIGESTO, AUMENTO DE TARIFAS, CADÊ A LISTA?

October 31, 2017

CHUMBO GROSSO NA RÁDIO

Durante quase duas horas, ao vivo, no "Jornal da 950", o deputado Abelardo Camarinha (PSB) centrou fogo no projeto de aumento do IPTU, proposto pelo prefeito Daniel Alonso (PSDB). O programa, sob comando do radialista José Henrique, recebeu ligações ao vivo de ouvintes que manifestaram suas insatisfações com a atual administração e falaram cobras e lagartos, apontando problemas comunitários de toda ordem. Durante todo o programa, Camarinha pediu que os vereadores rejeitassem a proposta de aumento do IPTU, cobrando inclusive postura dos vereadores Cícero do Ceasa, Mário Coraíni e Wilson Damasceno, que na última legislatura eram de oposição e combatiam duramente projetos dessa natureza. 

 

VÍDEO VIROU FIASCO

O desgastante projeto vinha sendo a polêmica da vez desde a última sexta-feira (o JP publicou a matéria com exclusividade na noite da quinta-feira), especialmente nas redes sociais, como Facebook e Whatsapp. Em meio aos debates, quem deu as caras, gravando um vídeo com críticas ao projeto, foi o ex-prefeito Vinícius Camarinha, Mas, como ele continua bastante "queimado" em termos de Prefeitura, as postagens foram um fiasco e geraram muitas críticas de internautas contra ele mesmo.Aí, quem tomou as rédeas foi o deputado Camarinha, que esteve ao vivo e a cores hoje na 950 e "arrancou o pica- pau do toco". 

 

CONVITE REJEITADO

Enquanto Camarinha falava na Rádio, por volta das 12h, os vereadores João do Bar e José Luiz Queiroz acompanhavam um evento no gabinete do prefeito Daniel Alonso (PSDB). "Eu estava ouvindo o deputado falando ao vivo na Rádio. Ele tá ao vivo. Vamos lá", sugeriu João do Bar a Zé Luiz, que rejeitou a sugestão. "Tá maluco? Vou nada!".

ALMOÇO E INDIGESTÃO

Com o placar antecipado pelo JP, de dez vereadores contra a proposta de aumento do IPTU, o líder do prefeito na Câmara, Marcos Rezende (PSD) ficou miudinho durante a sessão. Para criar uma saída honrosa, ele e o presidente da Câmara, Wilson Damasceno (PSDB) simularam um consenso e foi anunciado, no final da sessão, que o tal projeto iria direto para o arquivo. O imbróglio revelou que o prefeito Daniel Alonso não tem apoio irrestrito da Câmara e não está em lua de mel por lá. Ele, que almoçou nesta segunda-feira com Rezende e Damasceno, ainda acreditava que a maioria dos vereadores iria "degustar" esse projeto impopular goela a baixo.O trio só percebeu que o caldo havia entornado no meio da tarde, quando os vereadores começaram a revelar suas posições contra a proposta. 

 

DECIFRA-ME, OU DEVORO-TE

 

Como bom pescador, o vereador José Carlos Albuquerque inciou sua fala no Pequeno Expediente da Câmara, nesta segunda-feira, dizendo: "a gente só conhece o peixe quando tira ele da água". Deu a entender que ficou surpreso com o fato do prefeito Daniel Alonso ter enviado o projeto de aumento do IPTU "de surpresa" à Câmara."O orçamento de quase R$ 1 bilhão da Prefeitura para o ano que vem é suficiente para fazer uma ótima gestão", observou o vereador.

 

AUMENTO DE TARIFAS                                               

O vereador José Luiz Queiroz (PSDB) já defendeu na tribuna da Câmara aumento das tarifas de ônibus em Marília. "As empresas estão há mais de 24 meses sem aumento", foi uma das justificativas dele, que entre salários de fiscal do Trabalho e vereador, ganha mais de R$ 20 mil por mês..Se conhecesse a realidade da crise econômica que atinge o povo, certamente ele não defenderia esse tipo de aumento. EM TEMPO: vale lembrar que Zé Luiz chegou a alguns anos em Marília, vindo do Paraná. Ele se espelha muito em Curitiba (quase dez vezes maior que Marília), onde a empresa Sorriso (do mesmo grupo de Marília) atua, cobrando tarifa de R$ 4,25. 

 

CADÊ A LISTA?

Tempos atrás, o vereador Evandro Galete (PMN) fez um requerimento pedindo a relação completa de ocupantes em cargos comissionados na Maternidade Gota de Leite, com seus respectivos cargos e salários. Segundo informações, são cerca de 500 pessoas nesse "cabidão", incluindo familiares e cumpinchas de vereadores. Perguntado pelo JP sobre a lista, Galete desconversou e disse que iria "cobra de novo" o pedido. Será que ele não recebeu a lista, mesmo, ou sofreu pressão para escondê-la? EM TEMPO: evidente que há muitas pessoas por lá (Gota de Leite) que trabalha sério e faz jus ao cargo, mas uma boa cambada só está mamando. 

 

MI-MI-MI

Na sessão camarária desta segunda-feira, o vereador Luiz Nardi (PR) criticou a Codemar e o vice-prefeito Tato, por uma entrevista que ele deu à TV TEM, recentemente, dizendo que Marília tem dois milhões de buracos e que "jogou dinheiro fora tapando buracos em épocas de chuvas". Minutos após a fala do edil, o vice-prefeito apareceu nas galerias da Câmara. Percebendo que alguém tinha cornetada sua fala e atraído o vice, Nardi, sem dar nomes, esbravejou: "não vou admitir mi-mi-mi, o que eu falo eu assumo, mi-mi-mi, não!". EM TEMPO: Durante a sessão, Nardi e Tato prosearam a sós e depois o vereador comentou no plenário que o vice havia lhe explicado que a entrevista concedida à TV TEM foi distorcida. "Fico com a palavra do vice-prefeito", concluiu Nardi. 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black