"Fora Daniel", gritam os aposentados do Ipremm em protesto na Câmara

November 13, 2017

 Os aposentados e pensionistas do Ipremm (Instituto de Previdência do Município de Marília) fazem uma grande manifestação durante a sessão da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (13). Com os pagamentos atrasados, pela manhã, eles fizeram um protesto na porta da Prefeitura, promovido pelo Sindicato dos Servidores Municipais, assando linguiça cabo de reio. "É o alimento que os aposentados e pensionistas podem comer sem receber os pagamentos", justificou o presidente do Sindicato, Mauro Cirino. 

Durante as manifestações na Câmara, os inativos do Ipremm gritaram palavras de ordem, como "fora Daniel, fora Daniel..."

"ESSE INFERNO DE ATRASOS"

A "estratégia cabo de reio" ficou famosa em Marília em 2015, quando os servidores municipais fizeram a mais longa greve da história da cidade, na gestão de Vinícius. O Sindicato dos Servidores assava a tal linguiça no Paço Municipal, em meio ao aglomerado de grevistas. 

Cirino disse que o prefeito Daniel Alonso (PSDB) não tem justificativas para atrasar os pagamentos dos inativos do Ipremm. "Os valores já foram descontados dos salários deles na ativa", observou. "Os servidores se aposentam pensando que vão ficar tranquilos e vem esse inferno de atrasos de pagamentos pela Prefeitura. A revolta é geral e vamos engrossar esse protesto de segunda-feira na porta da Prefeitura para que o prefeito tome uma atitude e pague os inativos. Como, eu não se! Esta é uma obrigação dele". A folha de pagamento mensal dos cerca de 1.700 inativos do Ipremm é de aproximadamente R$ 6,5 milhões. 

"NÃO TEM DINHEIRO", DISSE LEVI GOMES

 

       

 

                                   Secretário da Fazenda, Levi Gomes e o prefeito Daniel Alonso: "Não tem dinheiro!"

 

Os cerca de 1.700 aposentados e pensionistas do Ipremm (Instituto de Previdência do Município de Marília) ainda não receberam seus proventos, este mês. Até os primeiros meses deste ano, os pagamentos dos beneficiários do Instituto eram depositados no último dia de cada mês, juntamente com os servidores municipais da ativa.

A partir de alguns meses, os proventos passaram a ser pagos no 5° dia útil do mês. Em outubro, o pagamento saiu na segunda semana do mês.

O secretário municipal da Fazenda, Levi Gomes, disse ao JP na quinta-feira (8) que não tinha previsão de quando serão depositados os pagamentos dos aposentados e pensionistas do Ipremm. "Vamos ver na sexta-feira", disse ele, sem dar certeza dos pagamentos. "Não tem dinheiro", resumiu.

Levi afirmou que estava aguardando para a quinta-feira repasse de cerca de R$ 2 milhões de ICMS pelo Governo do Estado. "Mas vieram somente uns 400 mil", observou. 

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) não se manifestou sobre o assunto e passou praticamente toda a semana em Aracaju (SE), participando de um evento. 

CORTE DO VALE ALIMENTAÇÃO

Em abril deste ano, a Prefeitura cortou o Vale Alimentação de R$ 250 dos inativos do Ipremm. O prefeito Daniel Alonso acionou o TJ (Tribunal de Justiça) para referendar o corte do benefício à categoria. Prometeu pagar um bônus no mesmo valor, mas acabou "esquecendo" a ideia e até agora, nada. Além do prefeito Daniel Alonso (PSDB), o presidente da Câmara Municipal, Wilson Damasceno (PSDB), também figurou na ação que resultou no corte do benefícios aos inativos do Ipremm. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black