Ladrões quebram porta de vidro e furtam tv da Creche Juventude Católica. Entidade foi alvo de polêmica com a Prefeitura

November 24, 2017

Mais um caso de ataque de ladrões à entidades assistenciais foi registrado na madrugada desta sexta-feira (24). Ladrões quebraram um porta de vidro, arrombaram outras portas e furtaram uma TV de LED da Creche Juventude Católica (atual Juventude Criativa), localizada na esquina das Ruas Sergipe com a Avenida República. 

O prédio tem sistema de câmeras de monitoramento e as imagens estão sendo analisadas para auxiliar nas investigações. 

POLÊMICA

A entidade, fundada há 75 anos, foi alvo de grande polêmica em setembro passado, após denúncias que a Prefeitura havia cortado o fornecimento de alimentação para as 150 crianças e adolescentes atendidas pela entidade, que atende no contra turno escolar oferecendo alimentação, reforço escolar e atividades de cultura, esportes e lazer. 

No mesmo dia que surgiu a polêmica, o prefeito Daniel Alonso esteve na entidade e assumiu compromissos de regularizar a situação. 

O vice-presidente da Creche, Bruno Doretto, disse ao JP que está sendo finalizado um chamamento público (espécie de licitação) através do qual a Prefeitura irá fazer repasses de verbas à entidade, que por sua vez fará a contratação dos serviços. Atualmente, a entidade com apoio dos pais de alunos e empresas da cidade para manter a alimentação das crianças. 

Sobre a questão dos servidores da Prefeitura que prestam serviços à entidade e poderão ser retirados de lá a partir de janeiro próximo, Doretto disse que está em negociação.

"Tem esse apontamento aí, também! Estamos negociando com a Prefeitura a permanência desses servidores, que são essenciais para o funcionamento da creche", afirmou. São seis professoras e quatro serviços gerais cedidos pela Prefeitura, que atuam na Creche. 

 

ATAQUES DE VÂNDALOS E LADRÕES A ÓRGÃOS PÚBLICOS MUNICIPAIS 

 

 

                                Armários revirados e janela arrombada no Centro Dia do Idosos na Zona Sul

 

Diversos órgãos da Prefeitura de Marília vêm sendo atacados por vândalos e bandidos este ano, a partir do fim da presença de vigilância privada nesses locais. Os alvos principais são escolas, com diversos arrombamentos, furtos e danos ao patrimônio público.

A Prefeitura evita divulgações desses atos, que são revelados a partir de registros de Boletins de Ocorrência e a partir das publicações de sindicâncias no Diário Oficial do Município, que têm como objetivo apurar responsabilidades funcionais. 

Até o setor de Fiscalização, localizado anexo ao prédio da Prefeitura, no Paço Municipal, foi alvo da bandidagem, que furtou diversos monitores e CPUs de computadores, além de outros objetos. O local atacado fica poucos metros da Central de Videomonitoramento e Observatório de Segurança da Prefeitura. Após o ataque, foram instaladas câmeras de monitoramento no Paço Municipal.

Entre os mais recentes ataques estão os furtos de fiações elétricas e equipamentos nas obras inacabadas do Parque do Povo e do Centro Dia Irmã Dilma, ambos na Zona Sul da cidade. O Centro Dia já foi arrombado e furtado diversas vezes, sendo que desta vez furtaram produtos de higiene, mantimentos de até aparelho de medir diabetes.

HORÁRIOS

No caso do Centro Dia, localizado na Avenida Durval de Menezes, a secretária municipal da Assistência Social, Vânia Lombardi, disser ao JP que os ladrões entraram no intervalo entre a saída do vigia, às 7h e antes da entrada dos servidores que trabalham no local. No Boletim de Ocorrência, registrado na CPJ, consta como hora do fato 7h44. Os funcionários entram às 8h. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black