Funcionários da Saúde que atendem PSFs entraram em greve. Querem pagamentos de salários

December 12, 2017

         

 

          Grupo de servidores da Saúde em frente a Prefeitura na manhã desta terça-feira (Fotos: Hélio Bissoli)

 

Parte dos cerca de 350 funcionários que atuam em PSFs (Programa Saúde da Família) em Marília entraram em greve na manhã desta terça-feira (12). Eles protestam contra o atraso no pagamento de salários, que deveria ter sido pago dia 6, mas saiu ontem (11) e da primeira parcela do 13° salário, que deveria ter sido paga dia 30.

O presidente local do SinSaúde, Aristeu Carriel, disse ao JP nesta manhã que o movimento vai continuar até que a Prefeitura pague os trabalhadores ou estipule uma data que a categoria aceite. São cerca de 100 trabalhadores parados, dos aproximadamente 350 que atuam nos PSFs. 

O secretário municipal da Fazenda, Levi Gomes, enviou mensagem pelo Whatsapp ao JP dizendo que o pagamento dos salários foi realizado no dia 6 (quinta-feira).

"Vamos permanecer no movimento até um solução. Os trabalhadores atendem a população o ano todo e chega nesta época de Natal e Ano Novo ficam sem salários. Cadê a humanização da Saúde que tanto falam? O exemplo vem de casa, da prefeitura", disse Carriel.

Os servidores dos PSFs são contratos por convênio entre a Prefeitura e a Maternidade Gota de Leite. A folha de pagamento, em torno de R$ 2 milhões por mês, é bancada por repasses do Governo Federal.

O secretário municipal da Fazenda, Levi Gomes, segundo Carriel, disse que o pagamento da primeira parcela do 13° deve sair até o dia 20. "Mas não deu certeza", completou o sindicalista. "O detalhe é que no dia 20 vence a segunda parcela do 13°", observou.

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black