Vereador Nardi protocola pedido de "CPI da Carne", para investigar produtos da merenda deteriorados na Cozinha Piloto

January 30, 2018

 

 

Comissão terá 120 dias (prorrogáveis por mais 90 dias) para apurar as circunstâncias em que gêneros alimentícios se tornaram impróprios para o consumo, dentro da Cozinha Piloto

 

O vereador Luiz Eduardo Nardi (PR) protocolou na manhã desta terça-feira, 30, um Requerimento, solicitando ao Plenário da Câmara, a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades ocorridas na compra, armazenamento e manipulação na conservação e manuseio de gêneros alimentícios estocados na Divisão de Alimentação Escolar ‘Cozinha Piloto de Marília`.

Nardi justifica seu pedido afirmando que “tornou-se público e notório, através de todas as mídias, que em visita/inspeção a Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde de Marília, encontrou na ‘Cozinha Piloto`, gêneros alimentícios com prazo de validade vencido, volumes significativos de carne deteriorada, sem quaisquer condições de uso e outros problemas a serem apurados pela CPI, que ora propomos criar”.

O vereador também cita que o próprio prefeito Daniel Alonso (PSDB), ao tomar conhecimento dos fatos, determinou a lacração da Cozinha Piloto, alegando, “de certa forma”, desvios de conduta praticados no local.

Desta forma, Nardi encerra o Requerimento “Considerando que torna-se urgente que se instale uma Comissão Parlamentar de Inquérito para promover todos os atos tendentes ao cabal esclarecimento do fato, ampliando-se portanto, suas prerrogativas de investigação parlamentas pela gravidade dos fatos expostos”.

Caso seja implantada, a CPI deverá ter o prazo de 120 dias para apurar todos os fatos pertinentes ao caso, prorrogáveis por mais 90 dias, se necessário.

 

NOTA DA ASSESSORIA

 

Após a publicação do texto acima, a Assessoria de Imprensa da Câmara de Marília enviou nota de retificação, com o seguinte texto:

 

Nardi ainda não protocolou pedido de CPI da Carne

 

Diferente do que informou a assessoria do vereador Luiz Eduardo Nardi, o edil ainda não protocolou o requerimento onde solicita a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre gêneros alimentícios estragados na Cozinha Piloto de Marília.

Segundo o próprio vereador “houve um equívoco da minha assessoria que afirmou, termos conseguido o número de assinaturas (5) exigido para o pedido de abertura de uma CPI. Peço desculpas pelo transtorno e reafirmo que, assim que conseguirmos todas as assinaturas, conversarei com todos os vereadores que assinaram o Requerimento para só depois protocolar o pedido”, justificou Nardi.

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black