Trio que agrediu violentamente e roubou casal de idosos em Vera Cruz e foi preso em Marília pega quase dez anos de cadeia

March 15, 2018

 

                              Produtos e dinheiro roubados e recuperados e a arma usada no crime

 

O juiz da 2ª Vara Criminal, José Augusto de Franca Júnior, condenou um trio que praticou um roubo violento contra um casal idoso, na cidade de Vera Cruz. No dia 6 de abril do ano passado, por volta das 20h, os elementos Caike e Maicon, em companhia do adolescente L.S.F, invadiram a residência dos comerciantes Katsumi Imamura, de 82 anos e Maria Kawashima Imamura, de 79 anos e, após agredirem os idosos com socos, tapas, coronhadas e chutes (o idoso foi socorrido ao Hospital das Clínicas), furtaram diversos produtos, como litros de uisque, relógios de pulso, alianças de ouro do casal, além de R$ 1.322,00 em dinheiro. 

Após a ação, fugiram em um veículo Chevrolet Ônix, que estava na garagem da residência. 

Eles contaram com a participação de uma mulher, namorada de um deles, que repassava a ele pelo Facebook detalhes da rotina do casal. Conversas como “dois velhos; não vem as oito, vem as cinco que ele costuma ficar até tarde na loja..."

A idosa relatou em juízo que "na data do ocorrido, um dos indivíduos lhes afirmou que iriam mata-los na posse de uma faca, bem como de um cartucho parecido com uma arma, no qual batiam em sua cabeça. Em seguida, entregou aos indivíduos a quantia de quinhentos reais, mas que acharam pouco. Informou ainda que antes de ir embora, os três rapazes lhe disseram que se algo lhes acontecesse voltariam e matariam ambos. Ao abrir o portão, seu marido foi derrubado e agredido com chutes na cabeça e no bumbum, sendo que ficou bastante machucado. Ainda, disse que ficaram amarrados por mais de meia hora. Posteriormente, exigiu a chave do carro, sob pena de morte, levando dinheiro, relógios e joias, sendo todos os objetos recuperados".

O idoso relatou que "estava em sua casa, no momento em que três rapazes bateram em sua porta e ao abrir foi derrubado e agredido com chutes em sua cabeça, ocasionando cortes em sua orelha. Relatou que ele e sua esposa foram ameaçados com uma arma e com uma faca, a qual pegaram no interior da residência. Subtraíram a quantia de um mil e trezentos reais, joias, relógios, whisky e que ficaram trancados e amarrados dentro de casa por cerca de uma hora. Todos estavam com seus respectivos rostos descobertos".

Um policial militar relatou que, em patrulhamento pelo Município de Marília, desconfiaram de um táxi nas imediações do Makro, sendo que um deles tentou se esconder da guarnição. Na abordagem, localizaram junto do menor de idade uma garrucha, calibre 28 e que em conversa com os acusados, todos ofertaram versões distintas. No porta-malas do táxi, obtiveram êxito em encontrar uma bolsa vermelha e em seu interior vários pertences, dentre eles, joias; relógios; uma quantia em dinheiro de um mil e trezentos reais; uma sacola com um par de tênis; garrafas de bebidas e um documento de um veículo de Vera Cruz. Posteriormente souberam via Copom que havia ocorrido um roubo no referido Município sendo que os corréus, bem como o adolescente, confessaram informalmente o crime.

O magistrado condenou o bando por roubo. Maicon Scarpelini de Oliveira, de 20 anos, 

pegou 8 anos de reclusão em regime fechado. Já Caike Fernando da Cruz, de 23 anos, foi condenado a 9 anos e 4 meses de reclusão. Ingrid Micaele da Silva Evaristo, foi condenada a 7 anos de reclusão. O menor, então com 17 anos, cumpre medida sócio-educativa. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black