Mais um exonerado por retaliações do prefeito contra vereadores volta ao cargo. Espadoto, presidente do PHS, foi renomeado

March 27, 2018

Exonerado pelo prefeito Daniel Alonso (PSDB) no último dia 16 de fevereiro, o ex-coordenador do Meio Ambiente, Sandro Espadoto, voltou a ocupar o mesmo cargo, a partir desta terça-feira (27). Portaria nesse sentido foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Município.

Espadoto, que é presidente local do PHS, foi incluído numa leva de 31 ocupantes de cargos comissionados ligados a vereadores, que acabaram exonerados um dia após a Câmara Municipal ter aprovado uma proposta de autoria do vereador Wilson Damasceno (PSDB), que proibiu a terceirização de radares pela Emdurb. 

Espadoto foi pressionado por assessores de alto escalão da Prefeitura, mas não conseguiu "convencer" o vereador João do Bar (PHS) a votar contra a proposta dos radares. 

A decisão da maioria dos vereadores, incluindo os aliados, revoltou a alta cúpula do Executivo, que acionou a guilhotina. Até parentes de Damasceno (forte aliado de Daniel Alonso) que ocupavam cargos comissionados foram exonerados. 

Na época, o prefeito Daniel Alonso negou a retaliação e disse que as exonerações faziam parte de uma "reestruturação administrativa" que resultaria em uma economia de cerca de R$ 1,3 milhão por ano aos cofres públicos. Com as renomeações, a milonga vai caindo por terra. 

Além de Spadotto, outros ocupantes de cargos comissionados que haviam sido exonerados já foram novamente nomeados em suas respectivas funções. 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle

© 2017 por "JP. Povo