Patroa cruel manda empregada que estava infartando ir de ônibus para o Hospital. Virou caso de polícia por omissão de socorro

May 11, 2018

Familiares de uma empregada doméstica registraram queixa de omissão de socorro na CPJ, em Marília.

As filhas relataram que a mãe, de 64 anos, passou mal na residência onde trabalha, no Jardim Acapulco e solicitou ajuda à patroa, mas a mesma mandou ela pegar um ônibus e ir até o Hospital das Clínicas. Ou ligar para suas filhas, que residem na cidade de Júlio Mesquita. O caso aconteceu na semana passada e foi registrado nesta quinta-feira (10) na CPJ. 

A empregada saiu a pé da residência e pegou um ônibus, mas quando aguardava para fazer baldeação no Terminal Urbano, acabou desmaiando. O SAMU foi acionado e a encaminhou ao H.C, onde foi constatado princípio de infarto. 

Após o atendimento, a mulher foi liberada e foi para a casa das filhas, em Júlio Mesquita. Esta semana, a doméstica passou mal de novo e foi novamente encaminhada ao H.C, onde passou por cateterismo. A Polícia Civil vai investigar o caso. 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black