Caminhoneiros seguem parados, em Marília. Postos sem combustíveis, supermercados sem produtos e ônibus vão parar na tarde deste sábado

May 25, 2018

Seguindo exemplo da maior parte do país, caminhoneiros continuam em greve, em Marília. As maiores concentrações são na Rodovia do Contorno (SP-333), próximo ao Posto Gigantão. A Polícia Rodoviária Estadual monitora as ações. Apenas veículos de passeio e de emergência passam pelos bloqueios.

Enquanto isso, a rotina da cidade é de paradeira. Grande parte dos postos não tem mais combustíveis. Prateleiras de supermercados começam a se esvaziar. O Supermercado kawakami, na Zona Sul, por exemplo, já limitou a venda, desde ontem, de produtos da cesta básica por cliente.

Algumas indústrias da cidade também começaram a paralisar as atividades por falta de matéria-prima, entre elas a Marilan, a Nestlé, a Kuky e outras. 

A empresa de ônibus urbano Grande Marília e Sorriso de Marília, que já prestam maus-serviços, vão parar as atividades a partir das 14h deste sábado. 

 

FORÇA NACIONAL PARA DESBLOQUEAR ESTRADAS

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento no início desta sexta-feira (25) para anunciar um plano de segurança para liberar as estradas parcialmente bloqueadas por caminhoneiros desde o começo da semana.

Ele disse que vai usar as forças federais e pediu que os governadores façam o mesmo. Segundo Temer, uma minoria radical está impedindo "que muitos caminhoneiros levem adiante seu desejo de atender a população e fazer seu trabalho".

O presidente disse que tomou a decisão já que a paralisação dos caminhoneiros continuou, apesar do acordado, na noite desta quinta (24), com entidades representantes. 

"Comunico que acionei as forças federais de segurança para desbloquear as estradas. E solicitei aos senhores governadores que façam o mesmo", disse o presidente. "O governo terá coragem de exercer sua autoridade em defesa do povo brasileiro."

Segundo Temer, quem "age de maneira radical está prejudicando a população e será responsabilizado". "Vamos garantir a livre circulação, vamos garantir o abastecimento."​

A manhã desta sexta, quinto dia de paralisação de caminhoneiros, teve início com manifestações em 24 estados e no Distrito Federal, com mais de 500 focos de bloqueios parciais em estradas. 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black