Servidores "comemoram" calote do Plano de Carreira com bolo, na Câmara. Até vereadores "festejaram"

June 5, 2018

Servidores públicos municipais "comemoraram" na noite desta segunda-feira (4), durante a sessão da Câmara Municipal, os 500 dias sem o Plano de Carreira e Salários da categoria.

A "festa" teve direito a bexigas e bolo confeitado com as velinhas de "500". Até alguns vereadores, como Luiz Nardi, Cícero do Ceasa e a professora Daniela (que integra a comissão de vereadores encarregada de acompanhar a implantação do Plano de Carreira) comeram bolo.

Um projeto de implantação do Plano de Carreira dos Servidores Municipais foi revogado pela maioria dos vereadores em janeiro de 2017, logo após tomarem posse. A justificativa do prefeito Daniel Alonso (PSDB), à época, foi que o Plano havia sido aprovado pela Câmara em dezembro de 2016, no apagar das luzes do governo de Vinícius Camarinha (PSB).

Alonso alegou que o Plano era "um armadilha", pois a Prefeitura não tinha condições financeiras de implantá-lo, diante da Lei de Responsabilidade Fiscal. Promete apresentar outro Plano de Carreira em até 90 dias, ou seja, até abril de 2017.

Os vereadores cairam no golpe e os servidores acabaram ficando sem Plano de Carreira nenhum! No ano passado, o prefeito Daniel Alonso montou nomeou o servidor comissionado Carlos Rapini (coordenador da secretaria municipal do Trabalho) para representar a Prefeitura nas discussões sobre o tema com a Câmara e interessados. Rapini foi exonerado em março desse ano.

A mais recente promessa do prefeito foi em abril passado, durante negociações salariais com os servidores municipais. Prometeu que o Plano de Carreira será implantado em 2019. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black