Vice-prefeito Tato prometeu que remédios seriam entregues de moto nas casas. Não cumpriu. Agora, secretária Kátia diz que eles irão de van

June 6, 2018

                        A secretária municipal da Saúde, Kátia Santana, na Audiência Pública, hoje

 

Durante Audiência Pública na Câmara Municipal, na manhã desta quarta-feira (6), a secretária municipal da Saúde, Kátia Santana, disse que será implantado pela Pasta um serviço para entrega gratuita de medicamentos nas casas de pacientes acamados ou sem condições de locomoção. 

Durante a campanha eleitoral de 2016, o então candidato a vice-prefeito, Antonio Ambrósio, o Tato, prometeu que a Prefeitura entregaria medicamentos gratuitamente nas  residências, com motocicletas. Ele estava presente na audiência pública, hoje.

"Mas não vamos entregar de moto, não. Vamos entregar de van, pois há casos que necessitam da entrega de pacotes fraldas", disse a secretária. Ela afirmou que o sistema deve começar no segundo semestre.

CULPA DA GREVE DOS CAMINHONEIROS

Na Audiência Pública desta quarta-feira, compareceram apenas quatro dos treze vereadores (João do Bar, Marcos Rezende, Danilo da Saúde e José Carlos Albuquerque). 

Rezende disse que vem recebendo reclamações de moradores por onde passa, sobre a falta de medicamentos básicos nas unidades de saúde da cidade. Populares presentes na Audiência também fizeram questionamentos nesse sentido. 

A secretária reconheceu que há "problemas pontuais" e atribuiu parte da falta de medicamentos aos problemas gerados com a recente greve dos caminhoneiros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black