Prefeito Daniel Alonso deve encarar a CPI da Carne Estragada, hoje à tarde, na Câmara

June 21, 2018

 

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) deve depor na tarde desta quinta-feira (20), na CPI da Carne Estragada, na Câmara Municipal. O depoimento dele, agendado para as 14h30, deve encerrar o ciclo de oitivas da Comissão, que foi iniciada em 20 fevereiro, prorrogada este mês e pode terminar até setembro.

Em Nota à imprensa, a assessoria de imprensa da Prefeitura divulgou que "o prefeito Daniel Alonso, mesmo não tendo a obrigatoriedade constitucional, irá comparecer espontaneamente, onde realizará esclarecimentos à CPI da Cozinha Piloto, pois tem interesse direto na conclusão dos trabalhos desta comissão, eis que por sua determinação iniciaram-se as investigações, que não podem continuar a ser indevidamente usadas como palanque político por oportunistas que omitem a verdade dos fatos".

Em seu depoimento na tarde desta quarta-feira (20), o secretário municipal da Fazenda, Levi Gomes, criticou a Comissão por "intimar o prefeito" e citou que a mesma "não tem autoridade para isso", agindo fora da legalidade. "Deveria, no máximo, convidar o prefeito", sugeriu.

REUNIÃO ANTECIPADA

Na verdade, o prefeito Daniel Alonso certamente ficará bem à vontade diante dos integrantes da referida CPI, pois antes da assessoria de imprensa da Câmara divulgar, na semana passada, que o prefeito havia sido convocado para depor na CPI, os integrantes da CPI (vereadores Luiz Nardi, Maurício Roberto e Danilo da Saúde) se reuniram com ele e lhe informaram que seria feita tal convocação. 

FOCO DA COMISSÃO

A CPI da Carne Estragada foi instaurada com o objetivo de investigar responsabilidades pela perda de cerca de sete toneladas de carne na Cozinha Piloto, destinadas à merenda escolar.

Foram colocados cerca de 7 mil quilos do produto na câmara fria da Cozinha Piloto, que não suportou o excesso. Parte do produto , então, foi descongelada, moída e colocada de volta na câmara fria.

O processo acabou estragando a carne e contaminando todo o volume armazenado no local. Técnicos da Vigilância Sanitária relataram mau-cheiro assim que se aproximaram da câmara fria, durante inspeção dos produtos, logo após denúncias sobre as perdas vazarem nas redes sociais. As cerca de sete toneladas de carne estragada foram descartadas por uma empresa da cidade que produz ração animal. 

Já foram ouvidos funcionários da Cozinha Piloto, coordenadores do setor, representantes da Vigilância Sanitária (que vistoriaram o local e emitiram laudos), técnico em refrigeração que fazia a manutenção da câmara fria, o ex-secretário municipal da Educação, Beto Cavallari e os secretários da Fazenda, Levi Gomes e o ex-secretário municipal da Administração e atual assessor especial de Assuntos Estratégicos, José Alcides Faneco. 

Os vereadores da Comissão também fizeram visitas à Cozinha Piloto e em alguma escolas da Rede Municipal da Educação, para conhecer o sistema de entrega, manuseio e distribuição das carnes destinadas à merenda escolar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black