SUSPEITOS DE EMBRIAGUEZ: motociclista bate violentamente na traseira de carro. Moça dirige em zigue-zague e zomba da polícia

June 28, 2018

 

Um motociclista de 20 anos, residente no Parque das Azaleias, na Zona Sul e uma vigilante de 32 anos, residente no Jardim Vitória, na Zona Sul, se envolveram em ocorrências policiais na noite desta quarta-feira (27) e figuram como averiguados por embriaguez ao volante.

O rapaz conduzia uma motocicleta Honda Fan 160, sem placa, pela Avenida Sampaio Vidal, por volta das 22h, quando colidiu contra a traseira de um veículo Fox, 2009, preto. 

Com o impacto, o motociclista sofreu ferimentos graves. Ao atender a ocorrência, os policiais notaram que o rapaz apresentava sinais de embriagues, como voz pastosa, forte odor etílico e olhos avermelhados.

Ele foi socorrido por uma unidade do Resgate do Corpo de Bombeiros até a UPA da Zona Norte. Com fraturas, foi encaminhado para o Hospital das Clínicas, onde permaneceu internado.

Na CPJ, o delegado plantonista acionou o médico legista de plantão para ir até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e averiguar o possível estado de embriaguez do motociclista. Na UPA, a equipe que atendia o rapaz não permitiu a realização do exame, enquanto ele permanecesse sob os cuidados médicos.

Diante disso, o delegado plantonista decidiu que a eventual embriaguez deverá ser constatada mediante prova testemunhal.

MOÇA DIRIGIA EM ZIGUE-ZAGUE, NÃO OBEDECEU SINAIS DE PARADA DA POLÍCIA, DESDENHOU, SE RECUSOU A FAZER O TESTE DO BAFÔMETRO E...DEU EM NADA!

No caso da vigilante, policiais militares receberam informação que um veículo Saveiro trafegava em zigue-zague pela Rua Thomé de Souza, na Zona Sul.

Ao chegarem ao local, a viatura cruzou com o tal veículo, que acelerou, interceptou subtamente a frente de dois outros veículos e adentrou a Via Expressa Sampaio Vidal, no sentido bairro-centro.

A condutora da Saveiro não obedeceu as ordens de parada da viatura, por sinais sonoros e luminoso e ainda fez gestos de "negativo" com as mãos para os policiais. 

Foi acompanhada pela viatura e "cortou" a frente de outros veículos, ate ingressar na Rua Oscar Leopoldino da Silva, onde foi abordada. A moça se recusava a descer do veículo e teve que ser retirada pelos policiais. Segundo eles, a condutora do veículo agia com arrogância a aparentava estar alcoolizada e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Encaminhada à CPJ, a moça foi examinada por um médico legista de plantão, o qual emitiu um laudo constando que "não foram vistas alterações clinicas e psicomotoras de efeito de bebida alcoólica". 

Diante disso, o delegado plantonista determinou o registro da ocorrência e deliberações futuras para o Distrito Policial. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black