Professor Coraíni pede demissão do Univem, após desentendimento com coordenação do curso de Direito. Ele estava há 44 anos lá

July 12, 2018

Após 44 anos, Mário Coraíni Júnior não é mais professor do Univem (Centro Universitário de Marília). Professor de Direito, ele pediu demissão na semana passada, após desentendimento com a coordenação do referido curso. 

Conforme apurado pelo JP, Coraíni, que tem 82 anos de idade e exerce o quinto mandato de vereador,  teria reprovado grande parte de alunos do último semestre do 5° ano do curso, na prova obrigatória, deixando-os para exames.

Revoltados com a decisão, parte dos reprovados solicitou revisão à coordenação do curso, que tanulou o ato do professor e aprovou os alunos.

Descontente com a decisão da coordenadoria, Coraíni pediu demissão do cargo. A direção do Univem ainda não se manifestou sobre o assunto

 

HOMENAGEM: CORAÍNI SE TORNOU PROFESSOR EMÉRITO DO UNIVEM, EM 2012

 

A merecida homenagem ao mestre de tantas jornadas contou com a presença de professores, estudantes, funcionários e dirigentes da instituição, parentes e autoridades do município. O lançamento do livro “Finanças Públicas e Direito Financeiro” foi um dos destaques da cerimônia

 

No quadro docente do Univem desde 1975, Mário Coraíni Júnior carrega na bagagem um infinito amor à arte de ensinar. Nestes 37 anos na casa, ajudou a formar centenas de advogados, juízes, promotores, procuradores e outros profissionais da seara jurídica.

O respeito e o reconhecimento de seus alunos manifestam-se, entre tantas formas de reconhecimento, pelos 20 títulos de “paraninfo”, 14 de “patrono” e 12 de “nome de turma”.

Na noite de 15 de junho de 2012, o Univem conferiu a Coraíni o merecido e definitivo título de “Professor Emérito”, honraria aprovada pelo Conselho Universitário (Consu) em 31 de agosto passado, conforme a Resolução nº 03/2011. Na mesa, estavam presentes dirigentes do Univem e autoridades do município. Na plateia, parentes do homenageado, professores, membros dos órgãos colegiados da instituição (Consu e Cepe) e estudantes.

            Conduzindo a cerimônia, Ivan Evangelista Júnior, chefe de gabinete e gerente de Marketing do Univem, convidou Coraíni a entrar no salão nobre, ladeado por colegas docentes. Emoção e muitas palmas ao mestre querido.

            Em seu discurso, o reitor Luiz Carlos de Macedo Soares lembrou o início da trajetória do professor Coraíni. “Ele ainda veste o guarda-pó branco com o mesmo orgulho de quando começou sua carreira docente, aos 20 anos de idade. É um professor por vocação, por paixão”, enfatizou o reitor. “Em nome da mantenedora, dos meus colegas pró-reitores, docentes e do corpo discente, receba este título como nossa mais sincera gratidão por todos estes anos de convívio, por todas as suas obras não escritas em páginas impressas, mas escritas no livro da vida de muitos de nós aqui presentes e de tantos outros ex-alunos, ausentes deste auditório mas na sintonia das nossas vibrações”, sintetizou Macedo Soares.

            Feição marcada pela emoção mal contida, o agora professor emérito do Univem resgatou em seu discurso os nomes de todos os professores que passaram por sua formação, dos primeiros anos aos cursos universitários, em mais um ato de valorização da profissão abraçada por ele há tantos anos.

“Nunca escondi a satisfação que sinto ao ser chamado de professor e o imenso orgulho de ser conhecido como um dos professores desta nobre e gloriosa Instituição, que prezo tanto, a ponto de, por inúmeras vezes, em sala de aula, compará-la a um templo sagrado”, destacou Coraíni.

Entre outros, o homenageado fez questão de prestar agradecimentos especiais aos pais, Eliza Rodrigues Coraíni e Mário Coraíni, “insuperáveis exemplos de amor à família e de dedicação ao trabalho“; à esposa Marilena, “dedicada amiga e corajosa companheira de todas as horas; ao amigo e professor José Antônio Maryssael de Campos, que lhe “propiciou o ingresso na carreira do magistério” e o orientou no exercício da advocacia; ao amigo Luiz Carlos de Macedo Soares e “a todos os dedicados e abnegados dirigentes, de hoje e de ontem”, da Fundação Eurípides, mantenedora do Univem.

Trajetória marcada pela docência

Docente com mais tempo de casa, Mário Coraíni Júnior é parte dos quadros da instituição desde maio de 1975. Ele é graduado pela segunda turma de Direito da Fundação Eurípides – Univem, formado em 1974. Também é licenciado em Matemática e Estatística, em Ciências Econômicas e em Administração de Empresas, com pós-graduação em nível de Especialização em Direito Tributário pelo Univem, pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco – USP e pela Faculdade de Direito da PUC/SP.

A dedicação à arte de ensinar começou cedo, como professor de Matemática nos antigos cursos Ginasial, Clássico e Científico de instituições de ensino de Marília, Garça e Duartina.

Coraíni também atou como Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo, de 1961 até sua aposentadoria, em 1991, tendo exercido nesse período as funções de Chefe do Posto Fiscal Estadual de Bastos, Chefe do Posto Fiscal Estadual de Marília, Inspetor Fiscal Substituto de Marília, Assistente Fiscal e Delegado Regional Tributário Substituto da Delegacia Regional Tributária de Marília. Também atuou como Diretor Executivo do Departamento de Água e Esgoto de Marília-SP – DAEM, no período de 1993 a 1996. Milita como advogado na área tributária desde 1991, como sócio do Escritório de Advocacia “Coraíni e Vieira Advogados Associados”.

Elegeu-se a vereador pela Câmara Municipal de Marília pela primeira vez em 2001, tendo sido reeleito para as legislaturas de 2005 a 2008 e 2009 a 2012. Presidiu várias comissões parlamentares de inquérito (CPIs).

É autor de duas obras: ‘Direito Financeiro’, pela Editora Seleções Jurídicas, em 1978; e o recém-lançado ‘Finanças Públicas e Direito Financeiro’, pela Editora Letras Jurídicas, em 2012.

 

 

O livro

Editado pela “Letras Jurídicas” e lançado na noite de 15 de junho, o livro “Finanças Públicas e Direito Financeiro” soma mais um título à “Coleção Univem e tem como público alvo os iniciantes no estudo de ambos os temas, disciplinas que o autor considera “indispensáveis à formação do bacharel em Direito, do administrador público, bem como do político e de todos os que se dedicam a atividades relacionadas com a administração pública”.

A alma educadora do autor levou-o a doar um exemplar para cada um de seus alunos do quinto ano de Direito do Univem.

Parabéns, mestre querido!

 

(Fonte: www.Uunivem.edu.br)

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black