Marília terá serviço de "Castramóvel" e pretende operar 1.200 cães. Cirurgias em animais custarão cerca de R$ 300 mil

August 2, 2018

               

                              Serviço de Castramóvel em atividades em Salvador (BA) e Santos (SP)

 

Durante apresentação e entrega da ampliação do CVA (Centro de Vigilância Ambiental), no Distrito Industrial, o prefeito Daniel Alonso relacionou todos os avanços na área de prevenção a zoonoses e bem-estar animal. Ele lembrou que na próxima segunda-feira (6) começa a castração de 1.200 cães, visando à prevenção à leishmaniose visceral.

O contrato foi assinado neste mês de julho, com uma clínica de Marília, com custos de cerca de R$ 300 mil (sem a inclusão dos gastos com o "castrarmóvel"). Pela primeira vez, o município de Marília contratou empresa especializada, especialmente para realização de castração visando o controle da doença. Até o final de 2016, os casos eram, inclusive, omitidos à imprensa, informou a assessoria de imprensa da Prefeitura nesta quinta-feira (2).

Os responsáveis por cães com teste negativo para leishmaniose, domiciliados na região de inquérito canino (onde há maior risco de transmissão da doença), já estão sendo contatados para agendar o procedimento. Inicialmente a ação contempla região específica da zona norte. O objetivo é evitar contaminação de mais cães e humanos.

CASTRAMÓVEL

O prefeito Daniel destacou ainda que estão abertas duas licitações para importantes conquistas na área. Uma delas tem como objeto o “Castramóvel”, com investimento de R$ 120 mil, resultado de emenda parlamentar federal recebida pelo município.

Diferente do programa que oferta castração para controle da leishmaniose (foco na Saúde humana) o objetivo do uso do castramóvel será social, visando evitar superpopulação e promovendo bem-estar animal.

Moradores carentes, que não poderiam arcar com o custo da castração, mas são responsáveis na posse de cães e gatos, serão beneficiados. A clínica móvel para cirurgias percorrerá todas as regiões da cidade.

ABRIGO

Outra licitação também em andamento no município contratará serviços de recolha, abrigo e doação de animais de grande e pequeno porte.

Para o prefeito Daniel Alonso, as ações do município são históricas e representam responsabilidade. “Temos que tratar esse assunto com seriedade. Temos muito respeito pelas ONGs que trabalham no município, porque se não fosse a atuação destas organizações, a situação estaria muito mais difícil. Acreditamos nas parceiras. Por isso é que estamos avançando, sem nos omitir no que compete à Prefeitura ”, destacou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black