REGIÃO: Acidente em avenida com motorista bêbado mata idosa

September 17, 2018

 Um acidente registrado no cruzamento da avenida Getúlio Vargas com a rua João Abo Arrage, em Bauru, resultou na morte de uma mulher de 60 anos, na madrugada deste domingo. O caso foi registrado como homicídio culposo e lesão corporal, sendo que um dos motoristas envolvidos foi preso em flagrante porque o teste do etilômetro constatou embriaguez ao volante.

Com 21 anos, o detido conduzia pela Getúlio Vargas sentido bairro-Centro o Audi/A3, envolvido no choque com o Gol, onde estavam quatro pessoas, entre elas a vítima fatal Carmen Yuko Furuse Uetsi. Por conta do impacto decorrente da colisão lateral, ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros a 15 metros de distância da batida. Encaminhada ao Pronto-Socorro Central com vida, Carmen não resistiu aos ferimentos e morreu cerca de 20 minutos após o início da ocorrência, segundo consta no boletim de ocorrência.

O Gol em que ela trafegava como passageira e transitava pela João Abo Arrage ficou enroscado no sistema semafórico existente no cruzamento. Já o Audi estava no canteiro central, quando a Polícia Militar (PM) chegou ao local. Para a polícia, os dois motoristas disseram que o semáforo estava favorável para eles e que o outro desobedeceu a sinalização. 

Para dirimir a dúvida, imagens de câmara de segurança de lojas daquele trecho serão solicitadas, já que não foram qualificadas testemunhas oculares. O veículo em que a vítima fatal seguia como passageira era conduzido pelo filho dela e seguia pela João Abo Arrage, desde o Bosque da Comunidade.

De acordo com o condutor do Gol, os semáforos estavam sincronizados e o da Getúlio Vargas tinha acabado de ficar verde para ele, quando houve a colisão, consta em boletim de ocorrência. A informação foi reiterada pela esposa dele que também estava no carro. Ela acrescentou que o marido ainda acelerou para evitar a batida, ainda de acordo com o boletim de ocorrência.

Além do casal e da vítima fatal, também estava no carro uma adolescente de 13 anos, que ficou em estado de choque e não teve condições de se manifestar. 

O motorista do Audi foi submetido ao exame de etilômetro porque exalava odor etílico, informa a polícia. Como o resultado foi 0,50 mg/l de álcool por litro de ar, ou seja, positivo para embriaguez, ele recebeu voz de prisão em flagrante por homicídio culposo e lesão corporal. Exame clínico realizado por médico legista também constatou embriaguez, consta em documento policial, segundo o qual a perícia foi acionada para o local da colisão.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black