Radares fixos na Rodovia do Contorno ainda não estão funcionando. Entrevias não definiu quantidade nem limites de velocidades no trecho

September 21, 2018

 

 Fotos de redes sociais mostram "caixas" de radares na Rodovia do Contorno e "anunciam"

registros de velocidades para aplicações de multas

 

A instalação de "caixas" de radares fixos ao longo da Rodovia do Contorno, em Marília, vem assustando motoristas que trafegam pelo trecho. As bases dos equipamentos já estavam instaladas há cerca de um mês.

Nas redes sociais, circulam comentários que os novos radares fixos já estão autuando veículos em excesso de velocidade.

A assessoria de imprensa da Concessionária Entrevias, que administra a Rodovia, encaminho Nota ao JP, onde explica que os radares ainda estão em fase de instalação e não estão fazendo registros para autuações de veículos.

A Entrevias informou que a entrada em operação dos radares, seriam oito ao todo na Rodovia do Contorno, depende de homologação como o INIMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

Também ainda não está definida quantidade de equipamentos a serem instalados no trecho, bem como os limites de velocidade que serão definidos na Rodovia do Contorno. Testes em alguns locais indicaram velocidade máxima de até 60 km/h. Atualmente, placas indicam limite máximo de 80 km/h.

O contrato do Governo do Estado com a Concessionária  autoriza também a utilização de radares móveis nesse trecho, operados pela Polícia Rodoviária Estadual. 

"A instalação dos equipamentos atende determinação do contrato de concessão para a segurança dos usuários das rodovias, contribuindo para a prevenção de acidentes", finaliza a Nota. 

 

                  Trecho da Rodovia do Contorno onde está sendo instalado radar fixo

 

NOTA DA ENTREVIAS

A Entrevias Concessionária de Rodovias informa que os equipamentos para contagem de veículos e registro de velocidades estão em fase de instalação e ainda dependem de homologação de órgãos competentes, como o INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e DER (Departamento de Estradas de Rodagem) para iniciar a operação.

O contrato de concessão firmado com a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) permite também o funcionamento de radares móveis operados por empresas especializadas ou pela própria Polícia Militar Rodoviária. No entanto, o número de aparelhos (fixos e móveis) e as demais localizações ao longo do trecho concessionado estão em fase de análise. A instalação dos equipamentos atende determinação do contrato de concessão para a segurança dos usuários das rodovias, contribuindo para a prevenção de acidentes.

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black