Lavrador de 38 anos morre atingido por raio quando falava com o filho em celular, em Ocauçu

January 19, 2019

O lavrador Renato Santiago, de 38 anos, foi morto após ser atingido por um raio, por volta das 15h da tarde desta sexta-feira (18) em uma propriedade rural (Sítio São Carlos), em Ocauçu.  Ele morava em Lupércio.

Segundo relatos, Renato conversava com um filho pelo celular, quando foi atingido pelo raio e desmaiou. Foi socorrido ao Hospital das Clínicas de Marília, mas faleceu em decorrência de hemorragia pulmonar. 

OS RISCOS DE USAR CELULAR DURANTE FORTES CHUVAS

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Brasil é o lugar de maior incidência de raios por ano. A razão é sua localização, o Brasil é um país da zona tropical do planeta, o que favorece a formação de tempestades. De 50 a 100 milhões de raios caem no Brasil anualmente, sendo que cerca de 500 atingem pessoas e 130 causam mortes.

O lugar mais seguro para se proteger de raios é dentro do carro. Por esta razão, vários boatos e invenções relacionadas aos raios são lançados na internet, e um deles afirma que é perigoso usar celular em tempestade, será verdade?

É perigosos usar celular em tempestade – Saiba a verdade.

Quando você está na rua, os raios estão ligados mais a fatores ambientais, como estar debaixo de árvores ou à campo aberto do que ao estar com um celular no bolso, na mão ou no ouvido. Portanto evite ao máximo encontrar-se neste cenário no momento de uma tempestade. Dizer que os celulares tem a capacidade de atrair descargas elétricas quando andando na rua é mentira.

Porém, existe outro fator que você deve levar em conta e que alguns aparelhos oferecem este risco. Apesar de um aparelho de celular não atrair um raio, médicos do Hospital Geral de Vancouver alertaram para a possibilidade de um celular e um fone de ouvido propagar as correntes elétricas pelo seu corpo, caso você esteja suado a situação pode se tornar mais grave. Como aconteceu com um esportista no Canadá, o homem estava suado e utilizava um aparelho com fones de ouvido, a corrente elétrica se propagou pelo seu corpo, chegando à cabeça, causando queimaduras de segundo grau, quebra da mandíbula pela contração muscular e um rompimento de tímpanos em consequência do aquecimento de ar provocado pelos fones.

Conclusão

Ainda que os riscos de atrair um raio sejam pequenos, não é aconselhado pois é perigoso usar celular em tempestade, principalmente em campos abertos, por sua capacidade de propagar uma descarga elétrica e causar danos ainda maiores.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black