Genro mata sogro a facadas e se suicida com tiro na cabeça, na região

March 25, 2019

 

Duas mortes foram registradas pela Polícia Militar de Espírito Santo do Turvo no domingo (24). Um homem de 32 anos teria matado o sogro de 54 anos com golpe de faca e tempo depois acabou tirando a própria vida com um tiro de calibre 12 na cabeça. Conforme acompanhou o REPÓRTER NA RUA, a madrugada do domingo (24) foi sangrenta na área rural de Espírito Santo do Turvo. Segundo consta em BOPM, a Polícia Militar do município foi acionada para ir até uma estrada rural da Fazenda Ypê, aonde um homem havia sido morto a facadas pelo genro. No local os policiais fizeram contato com uma mulher que contou que seu amásio não queria aceitar a separação e ao descobrir que ela e seu pai estariam indo embora, teria encurralado o veículo que eles estavam e tentado matar a mulher. "Ele veio com a faca para cima de mim e para me salvar, meu pai entrou na frente", contou a filha da vítima. Com isso o homem identificado como Geraldo do Carmo acabou levando uma facada no peito e teve morte instantânea.  O assassino identificado como Jesoel

 

Pereira dos Reis, a princípio teria fugido do local a pé; os policiais chegaram a fazer buscas pelas imediações durante a madrugada, mas não conseguiram encontrar o autor do crime. Ainda durante a madrugada a primeira ocorrência de homicídio foi registrada e o corpo foi recolhido pela empresa funerária Unividas após o termino dos trabalhos da Polícia Cientifica e da Polícia Civil. Mas logo pela manhã uma nova solicitação deu continuidade na ocorrência envolvendo a família da cidade de Paulistânia. O assassino Jesoel Pereira dos Reis havia sido encontrado morto em uma estrada rural, próximo do local onde teria matado o sogro. O rapaz de 32 anos teria usado uma espingarda calibre 12 e atirado contra a própria cabeça, que ficou gravemente ferida; o corpo foi encontrado já em estado de rigidez cadavérica, o que indica que o homem morreu pouco tempo após matar o sogro. Com isso novamente a Polícia Civil e Pericia foram para o local e o cadáver também foi recolhido pela funerária Unividas. A ocorrência foi registrada como homicídio seguido de suicídio. Os motivos para o crime aparentemente foi a separação do casal, a qual o assassino não aceitava ficar longe da amásia. "Se meu pai não tivesse dado a vida por mim, era eu que teria sido morta", desabafou a filha.

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black