Comunidade faz protesto após agressão a mãe de cadeirante que reclamou de parada de veículo em guia rebaixada, na região

Entidades e a população em geral fizeram um ato nessa sexta-feira (29), no final da tarde, no Mary Dota, em Bauru. O protesto repudiou a agressão sofrida pela mãe de um cadeirante após ela reclamar de um carro parado de maneira irregular em guia rebaixada.

A manifestação, que contou com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comude), lutou pela defesa dos direitos da pessoa com deficiência e pela conscientização em torno da mobilidade urbana. O ato começou na quadra 20 da av. Doutor Marcos de Paula Raphael e, depois, os manifestantes saíram pelo bairro.

A mobilização surgiu após o JC noticiar a agressão sofrida pela funcionária pública Solange Corrêa Ortiz. Mãe de um cadeirante de 17 anos, ela denunciou ter sido atacada por duas pessoas ao reclamar de um veículo que, estacionado irregularmente, bloqueava uma guia rebaixada. A confusão ocorreu na avenida que foi palco do protesto dessa sexta-feira (29).

A vítima registrou BO por lesão corporal e reconheceu um dos agressores por meio de imagens de câmeras de segurança. O caso ocorreu na noite do último domingo (24).

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle

© 2017 por "JP. Povo