HUMILHAÇÃO: Ozzy Issor, ex-funcionário da falida TV Sol, emissora ligada ao prefeito Daniel Alonso, denuncia calotes e "descaso com deficiente físico"

May 21, 2019

 

O comunicador e ex-funcionário da TV Sol, Ozzy Issor, está denunciando "o descaso da TV Sol com deficiente físico". A emissora, fechada no início deste ano, é vinculada ao prefeito Daniel Alonso (PSDB) e foi dirigida por uma filha dele. Baixou as portas por calotes nas operadores de tv a cabo, como a NET e baderna administrativa.

Ozzi diz que após o fechamento, a emissora "passa por cima das leis trabalhistas, deixando funcionário sem Fundo de Garantia (não depositaram os valores referentes ao período trabalhado) e sem direito ao Seguro Desemprego".

O comunicador disse que o caso entrará na Justiça nos próximos dias e uma manifestação contra o preconceito com "portadores de deficiência" toma corpo e reivindicações serão apresentadas à sociedade.

Ozzy ressaltou ainda, em mensagem ao JP, que isso ocorre "sem contar os anos trabalhados sem registro, remuneração e férias". 

                            Daniele Alonso também atuou na direção da falida TV Sol

 

CALOTES NAS OPERADORAS

A TV Sol (Canal 13 a cabo), naufragou no início deste ano. A emissora deixou de integrar a programação da NET, uma das maiores empresas de serviços de tv a cabo, telefonia e internet por assinaturas no Estado de São Paulo. Somente em Marília, a NET tem cerca de 30 mil assinantes. 

Um aviso da NET na tela do Canal 13, informou na época que "o canal TV Sol encerrou a veiculação na programação da NET em sua cidade". O custo para manter um canal a cabo na programação da NET gira em torno de R$ 16 mil mensais. A TV Sol estava inadimplente com a prestadora de serviços, ficou mais alguns dias na operadora Life e depois acabou fechando de vez.

USADA PARA ATACAR ADVERSÁRIOS POLÍTICOS

                       Conti e João Paulo: da TV Sol para cargos comissionados na Prefeitura

 

Criada em outubro de 2013, tem como razão social TV Zan Comunicação, alusão ao nome de seu ex-proprietário, Jurandir Zangaro. Em 2015, ele vendeu a emissora (com capital social de R$ 95.400,00) para Dayane Alonso, filha do prefeito. Mudou o nome fantasia para TV Sol passou a ser administrada pela outra filha dele, Daniele Alonso e usada para "divulgar" a atual gestão e atacar adversários políticos do prefeito.

Procurado pelo JP, para falar sobre a transação com a família do prefeito, Jurandir Zangaro disse que não se manifestaria sobre o assunto. 

Com o barco da TV Sol afundando, perda de audiência, instabilidade administrativa e crise financeira, vários apresentadores que integravam a grade da emissora "mudaram" de mala e cuia para outros canais, entre eles a TV Marília.

JP apurou que houve uma tentativa de transferir a emissora para o nome da esposa de um parente do prefeito, mas ela recusou e isso gerou até uma situação de estresse familiar.

Consultas no cadastro de CNPJs, apontam que houve uma recente mudança no quadro de sócios e a emissora tem como sócio-administrador Genésio Pesqueira, que seria ligado à uma ex-funcionária das empresas do prefeito. 

Após o naufrágio, o cômico apresentador Fábio Conti retornou para um cargo comissionado na Prefeitura, com salário em torno de R$ 4 mil. Juntou-se ao diretor de Imprensa, João Paulo, que também era da TV Sol e foi acomodado na Prefeitura, com salário em torno de R$ 7 mil. Aliás, ele virou diretor após a saída da jornalista Leniza Almeida (também ex-TV Sol) que pediu demissão e saiu atirando no prefeito Daniel Alonso. "Vamos abrir a caixa preta", citou ela. "Eu estou no fundo do poço. Pensa na pessoa que deve pra baixo da linha e depois da linha. E sabe por que? Porque eu confiei numa pessoa que eu conhecia há mais de quinze anos", disse ela, referindo-se ao prefeito."E sabe o que esse cara fez comigo? Posso contar pra vocês? Não é segredo. De tanto que eu quis ajudar esse tal desse prefeito. E eu falava pra ele: você vai se dar mal, porque você está indo pelo caminho errado. Escute o que eu estou te dizendo, que eu sou sua diretora de comunicação. Eu não nasci ontem. Você prefere pagar quantos mil reais para ouvir uma pessoa de fora? E vocês não dão valor para uma pessoa formada na Universidade de Marília, que está entre as melhores do Brasil!", comentou Leniza.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black